quinta-feira, 2 de agosto de 2012

O NORDESTE, QUARTA-FEIRA, 2 DE JULHO DE 1952

MANOEL DE OLIVEIRA PAIVA (XVI)
Na Escola Militar do Rio
J. Paiva
Suas obras: Versos diversos- poesias , 1890;
Terras do Norte - poesias, 1895; Poesias- 1902;
Minha Terra- poesias, 1919;  Aves de Arribação- romance, 1914. 


Wilson Bóia, era historiador, carioca, Oficial do 
Exército, que viveu alguns anos em Fortaleza, 
 interessado em  literatura e Música Popular Brasileira.
(Fonte: site tlaboide digital)
" O Marie conçue sans peché  PRIEZ POUR NOUS qui
avons reours a vous"  ( "Oh Maria, concebida sem pecado,
rogai por nós que recorremos a vós") ...(Imagem:google).




Chegando à Côrte, assentara praça como voluntário no 15º Batalhão de Infantaria, mas ficaria  a mercê da vida da tarimba, magro e fraco como era, longe do insubstituível conforto feito de pequenos cuidados de uma porção de almas femininas, avó, mãe e irmãs, se o Comandante, que por ele adquirira simpatia e piedade, não o convidasse (ironia da sorte) para mais perto de si, como acólito da missa do Quartel a ele que cantava como um padre, com seu irmão, nos íntimos exercícios religiosos da Casa Velha, também chamada de Casinha de Nazaré pelas Irmãs de Caridade, diante do grande oratório da família, de que falamos no 2º capítulo, cujas imagens cansaram, hoje envoltas com respeito, num velho baú, do fervoroso culto do qual ainda nos tocou um resto saudoso.


O velho Paiva esquecera-se do sobrinho ao que parece, porém alguns meses depois seu filho, futuro Marechal Vicente Osório de Paiva, encontrou-se com o primo, pobre praça de pré, e escreveu ao pai, censurando-o pelo descaridoso descuido, e, no começo de 1876, achou meios para matriculá-lo no Curso Preparatório anexo à Escola Militar.


Conta Antônio Sales, nos "Traços Biográficos" com que abriu a Poliantéia da Padaria Espiritual, publicada a 9 de outubro de 1892, que "no seio desta corporação conquistou ele, dentro em pouco, a estima e admiração de seus colegas, pela natureza arrojada e enérgica e pela superioridade do seu talento. Na "As Cruzadas", jornal que publicavam os moços da Escola Militar, escreveu Oliveira Paiva um romance intitulado "Tal Filha...tal Esposa" e uma série de de sonetinhos sob a epígrafe "Transparencianas", descritivos e humorísticos".


Minha avó recebera cartas dele e a este respondera, saudosa e compassiva, recomendando-lhe que, em meio  " a essa vida agitada e tumultuosa de rapaz que se sente forte pelo corpo e pelo espírito" (Antônio Sales) visitasse suas manas religiosas que estavam lá pelo Rio em estabelecimentos assistidos pelas irmãs de Caridade. Mas, talvez muito distantes estivessem nessas Casas (ainda longe de ter o Rio meios fáceis de transporte) da Escola Militar, pois quando ele aparecia, nas suas folgas, certamente em horas que coincidiam, estas estavam na oração da Comunidade, ele, com uma aliás inofensiva irreverência, respondeu, certa vez, que elas se achavam impedidas pelo "Priez pour nous" e, acrescentava desabusado, "Pois, se assim é, sempre às voltas com o seu "Priez pour nous", que o Priez pour nous" as estime...o "Priez pour nous" as visite...o"Priez pour nous" tudo faça por elas".
Lia eu esta e outras cartas, quando pequeno, porém anos depois não mais as encontrei entre preciosas cousas do passado que minha inesquecível irmã Maria Carmelita silenciosamente me legou, como silenciosamente se acabou...
Por J. Paiva
...continua...


#######

NOTAS:
1- A ortografia do texto biográfico de J. Paiva, foi mantida conforme o publicado no jornal  O NORDESTE, de Fortaleza, em 1952;

2- De certa forma, ao ilustrar essa postagem com imagens com Antônio Sales faz-se uma homenagem aquele que foi um dos maiores amigos de Oliveira Paiva e a quem devemos a descoberta de sua mais importante obra: "Dona Guidinha do Poço"; 


3- Neste ano, 2012, a X Bienal Internacional de Livro do Ceará, em Fortaleza, de 8 a 18 de novembro, terá como tema "Padaria Espiritual - o Pão do Espírito para o Mundo", em homenagem aos 120 do movimento artístico;

4- O próximo capítulo, ainda terá o sub-título de "Na Escola Militar do Rio", seguindo-se de três outros, com  o sub-título "O poeta da abolição". Continue acompanhando, aguardo você!

#######

Voltarei, em uma semana!........Um abraço!



86 comentários:

  1. Conhecimento. História. Uma bela pesquisa que você realiza Lúcia. Parabéns!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Célia. Gosto de pesquisa histórica e, mais
      ainda de compartilhar os conhecimentos que vou acumulando...
      Beijo carinhoso,
      da Lúcia

      Excluir
  2. Lucia
    Que formidavel. Parece que estou lendo um conto a cada mês.
    Bacana!
    Continue!
    com amizade Monica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moniquinha, prima mineira, sempre tão amável, obrigada.
      Espero você, sempre! Beijinhos...

      Excluir
  3. Querida amiga

    Penso que viver
    é semear com palavras,
    imagens e sonhos,
    palavras que acordem
    o belo,
    o justo
    e o melhor do mundo
    em outras vidas.

    Que este seja o nosso
    compromisso com a vida

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aluisio, querido amigo,vejo
      assim, como você, o viver...
      É mesmo esse, "o nosso compromisso
      com a vida", está mais que evidente
      Obrigada, pelas palavras. Um abraço.

      Excluir
  4. Respostas
    1. Obrigada, Nonato.
      Imenso, é o prazer de
      sua visita, à "Cadeirinha"

      Excluir
  5. Olá Lúcia, e que tudo esteja bem contigo!

    E por cá continua sempre tendo uma bela historia dos que fizeram história nesta nação, parabéns pelas postagens!

    Fosse esta pátria mais, digamos afeita a educação e leitura, valorizar o que há por cá também, eu acredito que seriamos deveras melhores pessoas e mais respeitados por todos!

    Muito boas postagens neste teu belo espaço!

    Grato por tua amizade e compartilhamento eu deixo meu desejo que você tenha em sua vida intensa felicidade, abraços e até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo Sotnas, que bom, tê-lo aqui.
      Agradeço o seu elogio e a sua posição, quanto
      à educação e leitura, nos costumes de um povo.

      Gosto de partilhar o que venho produzindo.
      Está tudo bem. Desejo-lhe tudo de bom. Um forte abraço.

      Excluir
  6. Olá amiga Lúcia, vim dar uma visita em seu trabalho o qual, como sempre, goste e te pedir para deixar um comentário no meu ultimo post em: http://www.queriaserselvagem.blogspot.com

    Um abraço e até breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José, meu amigo querido. Estava preocupada, pela
      sua grande ausência, aqui e no "Transpondo Barreiras".
      Vejo que já criou outro espaço para escrever.
      Irei lá, certamente. Um abraço e até já.

      Excluir
  7. Sempre lindo te ler e acompanhar cada capítulo dessa história! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre gentil, minha amiga chica. Obrigada. Beijos!

      Excluir
  8. Oi, Lúcia, como boa pedagoga vai introduzindo fatos e personagens que nos estimulam à pesquisa para saber mais dos conhecimentos paralelos e esperar com ansiedade para conhecer os fatos da vida pessoal do querido poeta.sim querido,porque já o estimo como alguém que se conhece e admira. Graças ao mérito de seu trabalho e naturalmente de seu pai que como numa corrente espiritual valorizam uma história que deve ser contada.Parabéns.Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei do que gosto mais: de ser pedagoga ou "aprendiz de pesquisadora". Quando decidi publicar esses escritos de meu pai, não tinha a menor ideia de como iria fazê-lo. Agora, concordo com você que a minha "porção" pedagoga, tem contribuído nas postagens.

      Que bonitas, Guaraciaba, as suas palavras, na observação:..."como numa corrente espiritual valorizam uma história que deve ser contada". Fico feliz e agradeço essa já estima sua e admiração pelo "tio Manoel". Obrigada. Forte abraço

      Excluir
  9. Como disse no meu blog
    é bom relembrar!

    Bom fim de semana.

    Bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Calado...é muito bom, relembrar!
      Bom fim de semana. Beijos!

      Excluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Respostas
    1. Visitas de gentís Cavalheiros,
      são sempre bem vindas. Obrigada, Ivan!

      Excluir
  12. Hoje com o coração muito apertado
    com a alma triste pelo afastamento
    do menino poeta enamorado da (LUA)
    Um poeta que conta as estrelas
    da sua janela .
    Vai deixar uma grande lacuna não só
    no meu coração.
    Mais a todos que ama seus poemas
    e o carisma que trata todos nos.
    Minha homenagem ao meu maior idole
    esta na postagem.
    Vai se afastar sim:deixando seu livro
    um grande legado para quem conseguiu um exemplar.
    E seu exemplo que jamais vou esquecer
    Como esquecer de quem tanto me apoia
    de quem eu tanto amo.
    Virei poeta para homenagea-lo .
    Um abençoado final de semana beijos paz e luz.
    Evanir..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem é esse poeta, Evanir?
      Vou agora mesmo, atrás de saber...
      Não quero acreditar nas minhas suspeitas.
      Obrigada, pelo "alerta", amiga.
      Bom final de semana.

      Excluir
  13. Lucia,
    Belo post como sempre! Sempre uma satisfação ler seus escritos e retratando o passado dos seus entes queridos.
    Uma verdadeira aula da nossa história cultural.
    Beijokas doces

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é linda e generosa! Obrigada, querida!
      Beijinhos

      Excluir
  14. Oi Lúcia,
    Gostei muito deste "Priez pour nous" (rssss).
    Xêro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com as irmãs francesas, as orações eram no "original",
      aí o irmão Manoel, com muito humor, ironizava...
      Xêro

      Excluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Lúcia obridada por sua visita, amei sua chegada em meu cantinho.Li aqui um texto maravilhoso.Parabéns.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algumas vezes, passei pelo seu "cantinho", tão rico
      em prosa e poesia...Obrigada, Fernanda. Beijinhos!

      Excluir
  17. Minha querida Lucia,

    Estou gostando de ver os progressos feitos pelo já estimado(por mim),Oliveira Paiva cujo futuro já se anuncia brilhante.
    "no seio desta corporação conquistou ele, dentro em pouco, a estima e admiração de seus colegas, pela natureza arrojada e enérgica e pela superioridade do seu talento."Talento este não percebido no Seminário...

    Continuo à espera de mais um capítulo e de mais aventuras e conhecimento.

    Bjsssssss,
    Leninha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só depois de 60 anos de sua "partida", aos 31 anos,
      veio a glória, pelo grande talento em vida...Era muito querido, entre os amigos e a família, o que é também um glória. Espere, amiga querida, ainda há muito a se revelar... Beijos, da Lúcia.

      Excluir
  18. parei na gruta....senti paz.


    te gosto Lucia.

    obrigada por me ensinar tantas coisas.


    beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sinto paz, ao olhar ess gruta, com tão serena imagem. Também te gosto,linda Margoh.
      Beijinhos.

      Excluir
  19. Minha querida

    Hoje passando apenas para agradecer a carinhosa visita e palavras, voltarei com mais tempo para poder comentar como deve ser.

    Um beijinho e volte sempre é um prazer
    Sonhadora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você veio, querida.
      Aguardo,seu retorno,Sonhadora,beijinhos...

      Excluir
  20. passando para desejar um resto de fim de semana excelente...e aprender mais um pedaço de história:)!
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está ficando assíduo às "aulas",vai passar com "louvor", nos exames rsrs...Beijo

      Excluir
  21. Minha amiga passando para continuar a acompanhar a história da sua familia.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria,amiga, você é sempre bem vinda.Obrigada.
      Tenha um lindo domingo.
      Beijinhos, da Lúcia

      Excluir
  22. Olá Lúcia...
    Continua empolgante a história da família Paiva e por isso é um prazer enorme passar por aqui para ler cada episódio que semanalmente apresenta aos seus seguidores...
    Muito obrigada
    Tenha um bom fim de semana
    Um abraço
    Albertina Granja

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Histórias de vida,é que nem romance...vai num crsescendo que empolga e nos leva a querer saber mais e mais...
      Obrigada, querida amiga Albertina, que o seu domingo seja de muitas alegrias.
      Um forte abraço,
      da Lúcia

      Excluir
  23. Olá Lúcia,

    Mais uma passagem envolvente.
    Ri muito com a frase: ... "que o Priez pour nous" as estime...o "Priez pour nous" as visite...o"Priez pour nous" tudo faça por elas" (rsrsrs). Bem espirituoso!

    Ótimo final de semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito interessante,essa espirituosa passagem. Para mim, era o resquuicio de sua revolta, pelo que ocorreu no Seminário do Crato.
      Bom final de semana, minha querida amiga.
      Beijos

      Excluir
  24. Heranças frias caem como presentes
    Uma árvore morreu, sem nada dizer
    Uma palavra ficou perdida no chão da rua
    Uma última palavra que nunca será tua

    Uma menina feliz chega a mim pelos seus pés
    Vinda de um mundo desenhado na ilusão
    Trás uma grinalda de flores de sangue
    Colhidas a um ferido coração

    Convido-te a tocar e ler o “Meu muro das tentações”


    Doce beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui conferir, Profeta.
      Valeu, o seu gentil convite.
      Beijo!

      Excluir
  25. Sua postagens nos trazem conhecimentos fundados em verdade. Há passagens cômicas, assim como reflexivas. Uma vida, uma história, o passado revivido por você. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É tudo verdade...e como gosto de trazer a público, essas histórias de familia! A comicidade e reflexão são sempre bons ingrdientes de vida...Um beijo, amiga.
      Obrigada...

      Excluir
  26. LÚCIA
    que carinhosa a tua intervenção nos meus dedais adorei amiga e a recordação do nosso País tambem ,agora é hora de voltar... Aveiro continua linda e quando vierem a minha casa ficará à vossa disposição portanto sem pagar hotel é mais facil virem pensem nisso
    um beijooo
    não tenho nenhum dedal do Brasil se encontrares algum guarda para mim .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onde há beleza e carinho, lá chegamos, admirando o belo e acarinhando...Pretendo voltar muito em breve, a Portugal. Vou procurar dedais com motivos braasileiros e levarei pra você.
      Obrigada, beijinhos, Lili querida!

      Excluir
  27. Parabéns por mais esta postagem. Bjs

    ResponderExcluir
  28. Olá Lúcia,
    Hoje além do texto deu para ler os comentários e rever alguns amigos.
    É gratificante ver o ontem, hoje, pelas suas mãos.
    Parabéns amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, ver você Dalinha. Nossos amigos comuns,
      estão vindo...aluns mais assíduos, outros, nem tanto. Uns poucos, abandonaram a blogosfera, como o Ferreiramigo e a Verdinha...Fazem falta!

      Obrigada, amiga, por gostar e declarar....
      Um xêro

      Excluir
  29. Fiz uma pausa nas férias para saudar os amigos e vim aprender mais um pouco destas histórias enriquecedoras.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanta honra, tê-la em plenas férias, querida Lilá(s). Obrigada, por vir e pelo elogio.
      Beijos

      Excluir
  30. Oi, Lúcia

    Gostei do blog afinal é sempre bom conhecer um pouco de história ainda mais qdo se tem tudo detalhado como aqui. rsrsrs

    Já marquei presença fixa, obrigada pelo carinho lá no meu blog...venha me visitar sempre pois será um grande prazer trocarmos idéias nesse mundo maravilhoso que é a blogosfera.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rô

      Muito bom, receber você. História, é bom demais e, além do mais adoro conatar, sempre assim com didática "professoral"rsrs...
      Vi, que o painel de seguidores se ampliou. Obrigada.Volte sempre. Nos econtraremos, nesse maravilhoso mundo...
      Beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  31. História curiosa.
    Volto pra ler a continuação.
    Lúcia, obrigada sempre pela atenção e carinho.
    Xeros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, linda pernambucana.
      A história é real, curiosa e longa...daí estar em capítulos. Gosto, da matéria.
      Aguardo você, o próximo capítulo, Ana Karla.
      Xêro

      Excluir
  32. Querida Lúcia

    Venho dar-lhe os bons dias e agradecer-lhe as suas visitas ao Xaile e os seus comentários sempre tão carinhosos e generosos.

    Tenho aqui uns três capítulos de leitura desta querida e valiosa Biografia para actualizar, o que farei com todo o vagar. Portanto, voltarei em breve...

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, minha amiga querida...Olinda!
      É sempre com imensa alegria, que a recebo.
      Leia com calma. Aguardo, a sua próima visita,
      com carinho. Obrigada, pelos gentis conetários.
      Beijos,
      da lúcia

      Excluir
  33. Cara Lúcia, adoro este nome, é sempre um prazer estar aqui e poder beber toda esta licção de história, que de forma tão clara aqui nos deixa.
    Fico delicioso e só tenho pena de não a conhecer melhor mas, graças à Lúcia, vou aprendendo um pouco mais.
    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu prezado amigo, Manuel. Que bom, que adora o meu nome. Ele soa doce, eu também gosto, gosto também de Maria, mas só meu pai, me chamou Lúcia Maria. Obrigada, pelo carinho.
      Venha sempre.
      Um beijo

      Excluir
  34. Escrevi deliciado, saiu delicioso. Pesso perdão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada a perdoar,Manuel...
      Apenas, duas letrinhas trocadas...Beijo!

      Excluir
  35. Boa noite querida e atenciosa amiga!
    Vc com seu dom de pesquisadora,só engrandece sua intelectualidade...
    bjs de boa noite !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida amiga escritora, linda Severa,
      obrigdada pelas alavras tão incentivadoras e
      carihosas. Tenha um delicioso dia.Beijinhos!

      Excluir
  36. OI LÚCIA!
    TEUS RELATOS TÃO BEM DOCUMENTADOS, SÃO UMA BELEZA DE SE LER.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lani, obrigada por vir sempre e comentar,
      com tanta generosidade. Carinhoso abraço,
      da Lúcia

      Excluir
  37. Pois saiba, caríssima, que o livro é inspirado em muito do "achamento" do Brasil, protagonizado pelo Cabral!
    Bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O "achamento" do Brasil, deu mesmo muuito "pano p'ras mangas" e continua a dar...Bem que senti, nas etrelinhas...Cabral, ainda vive, Calado!
      Beijos!

      Excluir
  38. Olá, parabéns pelo seu blog!
    Se puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Morgan
      Vou visitar seu blog...
      Obrigada, pelo convite.
      Da próxima vez que vier, comente.

      Excluir
  39. muito legal esse post. adoro aaprender coisas novas!!

    bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Inaie, que achou legal.
      Venha sempre, será um prazer...
      Beijo

      Excluir
  40. Olá amiga, eis uma autêntica lição de história, que nos deixa aqui no seu cantinho. Adorei saber um pouco mais, pois enquanto vivermos estaremos sempre a aprender. Beijos com carinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, querida rosa-branca.
      Odoro compartilhar histórias para quem gosta.
      Venha sempre. Beijinhos carinhosos, da Lúcia...

      Excluir
  41. Continuo acompanhando, preso a sua bela narrativa.
    Beijos.
    Élys.

    ResponderExcluir
  42. Lúcia


    Com o prado verde
    o coração sente a pureza da vida...

    um beijinho

    Prado Verde

    Como o prado é verde...
    Verde com salpicos aqui e ali...

    Mas o todo é sempre verde...
    E o olhar corre toda a extensão...
    E fico a ver o verde o tal verde...
    Que nos dá liberdade...
    Que nos mostra esperança...
    Que nos deixa que o infinito seja verde
    E deixa que os olhos continuem...
    A olhar e continuem a amar!...

    LILI LARANJO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A queridq Lili, a amiga dos maravilhosos dedais
      troux-me uma suave poesia, que mereportou a Lorca, e seu "Verde que te quero Verde" !
      Obrigada, vou fazer-lhe uma visita... já!

      Excluir
  43. Continuo a ler esta interessante história, que liga a vida do escritor à história de uma época e de um país.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, elvira. Tento fazer essa contextualização, que considero interessante, para o leitor absorver melhor a narrativa.
      Um abraço

      Excluir
  44. olha colega,
    este texto todo merece atenção maior do que deixo aqui!
    vou me aprofundar nestes textos para um comentário mais sadio ok...]por enquanto deixo minha admiração por tal iniciativa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para ter uma visão mais completa, é importante a leitura de todos os capítulos. Obrigada, por sua presença,ricardo. Um abraço.

      Excluir