sexta-feira, 2 de maio de 2014

CHAVAL

Do CEARÁ: cidades de A a V (XLVI)
 
O nome CHAVAL, teria origem  num "molho de chaves"...
 ....OU...
... em "cheval" (cavalo, em francês) ...(corruptela ?)...
Rio TIMONHA - Chaval-Ceará
 O topônimo CHAVAL teria surgido:
. de um "molho de chaves", encontrado às margens do Rio Timonha - dizem - possivelmente  perdido por holandeses que quiseram colonizar o Ceará;...ou...
. da palavra " cheval" (cavalo, em francês), devido aos cavalos de fazendas ali existentes (pronunciada chaval );...ou...ainda...
. da palavra "cavalar", em referência à grande quantidade de pedras gigantes(monólitos) que circundam toda a região.
São tantas, as versões!
CHAVAL, uma pequena cidade localizada no Norte do Ceará...
Limítrofe com o PIAUÍ, Chaval está a 400 quilômetros da capital.

...encravada entre monólitos gigantes foi, primitivamente, ocupada pelos índios Tremembés, índios Tapuias da tribo dos Cariris, plantadores de cajueiros, que viviam da caça e da pesca e dominavam a extensa faixa litorânea que vai de Camocim até além Parnaíba (Piauí).Os primeiros povoadores, vindos de Ibuaçú (Granja) data de 1872, ano em que chegou o padre Antônio Carneiro da Cunha Araújo, acompanhado de seus pais. Passando-se seis anos da chegada deles, foi iniciada a construção de uma capela cujo orago, Santo Antônio, fora escolhido escolhido pelo padre, santo de seu nome e de sua devoção. As terras, cercada de enormes monólitos, está localizado entre o Rio Timonha , ao nascente, e o Rio Ubatuba, ao poente, formando a Barra do Timonha, que dista seis quilômetros da cidade.
Barra do TIMONHA -Chaval -Ceará
Devido à localização de CHAVAL ser próxima ao estuário do Rio Timonha e do Rio Ubatuba, área que recebe água doce na estação chuvosa, e salgada, do Oceano Atlântico,possui a maior área de manguesal do Norte do Estado do Ceará. O mangue, é um dos ecossistemas costeiros que se localiza em regiões de encontro entre o rio e o mar e é formado por lama escura rica e vital para o equilíbrio ambiental, onde a vida marinha se alimenta e 
se reproduz; é neste ambiente, povoado por plantas exóticas e animais curiosos como: guaxinim, rato do mangue e outros roedores, onde camarões, mariscos e muitas espécies de aves e peixes encontram o seu berçário natural; plantas, animais e inclusive o homem encontram alimentos em abundância e abrigo seguro. (...). O mangue de CHAVAL, vem sofrendo constantemente a agressão do homem, pelo corte de árvores, para a retirada da madeira, lenha para queima, construção de viveiros ou criatórios de camarões e pesca predatória. (...).
(CLIQUE, PARA AMPLIAR).
O PROJETO "PESCA SOLIDÁRIA", atua com o ordenamento da pesca, organização social, geração de renda e na conservação de espécies nos ambientes costeiros, marinho e de água doce, na região do estuário dos rios TIMONHA e UBATUBA, na região litorânea na divisa dos estados do PIAUÍ e CEARÁ.
Há pouco, ao visitar a página, já eram 3. 894 "curtidas"...
Vale à pena, saber as notícias do Projeto Pesca Solidária!
........................................................................................
SÍMBOLOS DE CHAVAL:
SOL,PEDRA,SAL...
A área territorial de CHAVAL, foi desmembrada de Camocim pela
pela Lei 1.153 de 22 de novembro de 1951. tornando-se município.
Igreja Matriz Santo Antônio - Chaval-Ceará-Nordeste-Brasil.






NOTA:
Em Chaval, a maioria dos grandes monólitos, têm nomes:Pedra da Preguiça Gigante, Pedra da Gruta, Pedra das Trovoadas,Pedra do Letreiro...
...PEDRA DA CARNAÚBA..PEDRA DO CÉU....
...PEDRA DA CARNAÚBA...

PEDRA DO CÉU...
...................................................................................
PORTO DO MOSQUITO! LINDO, NÃO?....(rio Timonha)
..................................................................................
CHAVAL... em vídeo...
.......................................................................................
Fonte:Wikipédia; IBGE; blog Chavalzada; blog Sinopse de Chaval; Chaval Tour
Fotos: Dos sites citado, de Memória Chavalense e do  google.
........................................................................................
Até a próxima semana..........................Meu abraço!

74 comentários:

  1. Pedra das Trovoadas é um nome bonito demais, hein, Lúcia? Qualquer hora vou pegar emprestado pra escrever um conto ou poema. A cidade tem uma paisagem invejável. Parece que Deus estava distraído, rabiscando num papel uma lista dos ingredientes que usaria pra criar o Rio de Janeiro. Quando parou pra olhar a lista, achou-a tão bonitinha que criou Chaval com base nela. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bonito, principalmente pra quem gosta de tempestades, Ceres! Bom tema, para um bela crônica, de uma exímia cronista...A paisagem de Chaval, é sui generis, você sugere bem ,sobre a Mão de Deus...e sua decisão! Beijo!

      Excluir
    2. Obrigado por escrever sobre minha querida Chaval, Lúcia! E obrigado por citar meus blogs!

      Excluir
  2. Quanta história boa de se contar. Beijos. Bom final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Histórias a perder de vista...sim, e eu adoro contá-las. Beijos!

      Excluir
  3. Amei o post, as fotos ficaram incríveis e deu vontade de ver pessoalmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Patrícia, venha pessoalmente, vai adorar...

      Excluir
  4. Aquelas duas canoinhas amarelas... nossa, que vontade de deslizar no sossego daquele rio! Que lindo o post, mostrando tanto de muito que não conheço.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Navegar no Timonha, em canoinhas, é delicioso, Sissym.
      Venha conhecer e sentir de perto esse sossego em Chaval e outras paragens...
      Beijos!

      Excluir
  5. Muito interessante; um local a descobrir numa próxima viagem ao Brasil.
    Obrigada pela visita; espero que volte mais vezes..
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Marta...quando vier ao Brasil conheça o Ceará, sei que vai gostar. Beijos, da Lúcia.

      Excluir
  6. Sempre o homem a colocar em perigo o melhor que a Natureza nos oferece. Espero que esse cantinho consiga ser protegido. Os monólitos recordaram-me um post antigo, de um passeio no interior esquecido de Portugal: http://bercodomundo.blogspot.pt/2013/01/rocks-under-rainbow.html

    Beijinho, um doce fim-de-semana
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em toda parte, vemos essa insensatez do homem. Tão fácil proteger e só traz benefícios.Antes de responder fui ver a sua postagem e constatei a semelhança. Adorei a foto com o arco-iris, linda! Obrigada, Ruthia. Bom domingo, beijos.

      Excluir
    2. Querida, passei para deixar um beijinho e dizer que tem uma pequena surpresa no blog, caso queira participar: http://bercodomundo.blogspot.pt/2014/05/the-cracking-chrispmouse-bloggywog-award.html

      Um abraço

      Excluir
  7. Oi, Lúcia....que lugar surpreendente e encantador....um verdadeiro tesouro para estudos e uma verdadeira reserva ambiental. Merece ser preservado.Gostei muito de conhecer essa cidade.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um lugar bem diferente, com um ecossistema impressionante e os monólitos por todos os lados dão uma beleza especial a Chaval. Merece e precisa ser preservado, para o bem de todos...Meu abraço, Guaraciaba...bom domingo.

      Excluir
  8. Que lindo.A partir já do nome, gostei! E que linda a ponte encabeçada pelos anjos! Pedras lindas, escada do céu, tudo .... beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É interessante, o nome, não importa a origem rsrs...Os anjos, dão um toque especial à entrada da gruta.Um beijo, chica!

      Excluir
  9. Essas curiosidades sobre a origem do nome de tantas localidades dariam, por si mesmas, um ótimo livro, daqueles que a gente lê por diversão. A verdade é que, no Brasil, são relativamente poucas as localidades que podem apresentar, com certeza absoluta, a origem de seu nome. Um palpite meu é que isso se relaciona à falta de documentos escritos comprobatórios, porque, durante séculos, grande parte da população não sabia escrever. A tradição era oral, e foi assim que chegou até nós.
    Parabéns pela excelente postagem. Fico, toda semana, esperando por uma nova.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem pensado, Marta, esses nomes que batizam as localidades, po si só, é material farto para um excelente livro. Você bem poderia escrever! Seu palpite parece estar certo, faltam registros escritos, principalmente nas regiões mais distante da capital, que era o centro da intelectualidade. Cidades próximas à capital tem historiografia, há registros que comprovam os fatos. Na oralidade, muitas histórias vão se transformando. Obrigada, Marta. Venha sempre!

      Excluir
  10. Passei pela cidade do Cedro e vi como as árvores do mesmo nome correm perigo, sinal de que o progresso tem duas faces. Se por um lado ele nos traz algum conforto por outro há sempre um preço alto a pagar quando se mexe no equilíbrio da natureza. Da mesma forma em Chaval também o mangue sofre agressão por parte do homem. A origem do nome da cidade é muito interessante, aliás, as várias versões são interessantes. A que me chamou mais a atenção foi a do molho de chaves. :)

    Os seus posts trazem-nos sempre grandes conhecimentos. Seguindo este roteiro mesmo virtualmente dá-nos a sensação de já conhecermos essas lindas cidades e os seus costumes.

    Tenha um excelente domingo. Por cá é Dia da Mãe.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O homem é imprudente, em inconsequente, ao mexer com a natureza, em não preservá-la. Em toda parte, isso acontece e agora mais do que nunca...Gosto de mostrar o que é belo na natureza e na arquitetura, na literatura mas acho importante mostrar a mão do homem fazendo o que não é correto. Obrigada, Olinda, por vir sempre. O "nosso" dia das mães, é no próximo domingo. Portugal, vem na frente...rs Feliz domingo!
      Beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  11. Lúcia , a cada semana uma lição de encantamento . Obrigada . Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que goste, Marisa. Venha sempre..beijos!

      Excluir
  12. A quantidade de informação que vais facultando é uma partilha da Ciência da Sabedoria. Beneficio e dou-te os Parabéns pelo belo trabalho.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, SOL, por palavras tão generosas.
      Beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  13. Oi querida,
    Que maravilha de Chaval, amei as pedras altas e os rios. Tudo lá é muito bonito. O vídeo foi muito bom. O duro foi o padre ter morrido de tétano, mas foi bem substituído.
    Amei seu trabalho.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dorli!
      Chaval é diferente de tudo que já mostrei por aqui...as pedras dão um toque especial à paisagem. Obrigada,os por vir sempre.
      Beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  14. .°º。✿✿彡
    Lugar agradável... paisagens lindas, tranquilidade!...

    Bom domingo!
    Boa semana!
    Beijinhos.
    ✿✿° ·.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Venha cá, aproveitar a beleza e tranquilidade, amiga!
      Uma boa semana, beijos!

      Excluir
  15. Ah, minha querida amiga, quanto não se APRENDE aqui! Além da toponímia, são todos os pormenores das gentes , da fauna e flora num apanhado tão perfeito! Depois, como se não bastasse, lá vou às imagens que acompanham as suas viagens. Lindas de morrer.
    Achei graça às vaquinhas passeando na cidade e que dá um toque da calma!
    Muito curioso este topónimo Chaval.
    Aquele abraço enorme Lúcia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Manuela! Muito bom, saborear as suas palavras de elogios..obrigada! Chaval, é um celeiro de biodiversidade marinha. É um lugar privilegiado, de paisagem bem diferente, devido aos monólitos. Lembrei-me de Goa, quando vi as vaquinhas rsrsr...
      Até no nome, Chaval é especial.
      Carinhoso abraço, amiga.

      Excluir
  16. Chaval parece-me uma cidade bem bonita e interessante. Gostei muito de ler sobre o manguesal que não sabia ainda o que era, já não gostei tanto de saber que essa área que deveria ser protegida está a ser alvo de algumas agressões que podem prejudicar o eco-sistema. Em boa hora existe contudo, esse projecto de pesca solidária.
    Sol, Pedra e Sal!... As pedras são imponentes e maravilhosas, parecem um santuário natural!
    Gostei muito de ver o vídeo, muito completo e elucidativo acerca do local.
    Adoro "conhecer" novas cidades...:-))
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na área costeira, quando há rios, ocorrem os manguezais, o que tem muito no Ceará, no Brasil....Felizmente já campanhas para a preservação desses mananciais. As pedras de Chaval são muito interessantes e está por toda a cidade, tornando-a diferente das demais cidades. Eu gosto!
      Obrigada, Laura, por vir sempre.
      Beijo

      Excluir
  17. Olá Lúcia!
    Que bom conhecer esse Brasil longe dos grandes centros.Adorei ver as fotos e o vídeo. O homem tem que se controlar para não destruir toda essa beleza florestal e não só. Mais uma vez parabéns pelo seu trabalho, minha amiga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maria Emília!
      Fico feliz, por estar gostando de conhecer este Brasil, que a mídia não mostra. Fico também feliz em saber que ainda há muita gente consciente, querendo preservar a natureza...
      Obrigada, amiga.
      Beijos.

      Excluir
  18. Lúcia...as fotos e os comentários mostram bem a beleza do lugar!
    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  19. Mais uma vez, nos presenteias com uma aula de história e belas paisagens do nosso Brasil! Obrigado, boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto de mostrar a história e a paisagem dessa região do Brasil!
      Obrigada, pela presença. Um abraço!

      Excluir
  20. Olá Lúcia...
    Esta é mais uma bonita cidade do Ceará e as fotos são fabulosas.
    Gostei de todas, porque todas elas revelam-nos as principais características dessa cidade, mas a "pedra do céu", achei interessantíssima...
    Um abraço Lúcia
    Tenha uma óptima semana
    Albertina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Albertina!
      Tenho acompanhado as suas postagens e vejo que, como eu você tem prazer em nos revelar também a história e belezas da sua terra.
      Obrigada, por vir sempre!
      Um abraço,
      da Lúcia

      Excluir
  21. Eu fiquei mais inclinada, que o topónimo "Chaval" pode ter que ver com o molho de chaves, mas como nos símbolos não aparece sequer uma chave...nem o cavalo...
    Tenho andado exactamente ocupada com os símbolos do brasão da minha terra, daí que apreciei demais os símbolos, sal, sol, pedra. Costumo dizer que é na pedra que se imortalizam as Obras mais duradoiras, desde as prirâmides, as antas, os castelos…já o homem sempre foi o maior inimigo da natureza.
    Um excelente artigo para quem adora história e adora conhecer outras terras.
    1 beijinho e 1 boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Paula, tenho a mesma opinião que você, sobre a origem do topônimo. Creio que, por não ter uma origem "definida", excluíram a "chave" e o "cavalo" como símbolos de Chaval. Gostei do que disse sobre o significado de pedra. O homem cria monumentos arquitetônicos maravilhosos e destrói o patrimônio natural...quanta incoerência!
      Obrigada, amiga pelas palavras,m abraço!

      Excluir
  22. gostei muito de ver esse Brasil tão bonito e que eu não conheço e saber um pouco da sua história.

    muito obrigada

    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Venha conhecer o Brasil, Piedade, já leva vantagem, conhecendo um pouco da sua história...Obrigada!

      Excluir
  23. Boa tarde,
    Excelente fotorreportagem dos lindos locais, chaval em Portugal e penso que em Espanha significa " jovem " .
    Dia feliz
    ag
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Antônio!
      Obrigada, por vir e ainda colaborar com informação...É em Espanha, que chaval significa "jovem"...Muito interessante!
      Um abraço!

      Excluir
  24. Olá, Lúcia
    Mais uma excelente aula de geografia :) sobre esse país maravilhoso, pródigo em belezas naturais.
    As fotos mostram bem parte desse encanto, e o texto fornece-nos a informação que complementa este óptimo post.
    Obrigada pela partilha.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mariazita! Sou professora, antes de "blogueira" ,e a forma - did´tica - de apresentar o "conteúdo" não poderia ser outra rsrs...Obrigada, por vir sempre e dizer palavras tão generosas.
      Beijos.

      Excluir
  25. Mais um lindo passeio, Lúcia. Gostei muito da Igreja de Sto António e das pedras. São lindas, amiga! Como sempre o homem é vencido pelo lucro e não hesita em estragar o que a mãe natureza coloca ao seu dispôr para o sustento de toda a gente. Acções como essas da pesca solidária têm que existir por todo o lado para se tentar assim que o bicho homem não dê cabo de tudo. tanto aí, quanto cá, amiga, há legislação, mas falta a fiscalização e se a há, os poderosos tratam logo de lhe fechar os olhos com um punhado de notas. Sabes, Lúcia, às vezes quando se quer ofender alguém diz-se ( mais nas aldeias) " aquele é um anêntico chaval ", referindo-se creio eu ao cavalo. Bem,...quer seja o nome originado pelo molho de chaves ou pelo haval, penso que os dois estão bem. As chaves têm muito a ver com a cidade, até porque quando uma autarquia quer homenagear alguém é.lhe oferecida as chaves da cidade. Cá estarei, amiga, para a próxima visita. O onibus não deve ficar lotado,mas de qualquer maneira, reserva um lugarzinho para mim, certo? Beijinhos e fica bem.
    Emília

    ResponderExcluir
  26. Desculpa o erro..." ..ou pelo cavalo "
    Emília

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chaval encanta pela paisagem diferente! É lamentável que o homem não preserve seu patrimônio natural e, muitas vezes o arquitetônico. É tão bonito vê-se tudo bem cuidado, protegido. Tenho descoberto muitos grupos que se organizam para zelar pelas coisas da terra. O projeto Pesca Solidária é louvável e precisa servir de exemplo. A sua dedução quanto à origem do topônimo Chaval é bem interessante. Venha sempre amiga, haverá sempre um lugar especial no "ônibus", para a Emília...
      Beijos

      Excluir
  27. Lucinhamiga


    Como certamente já sabes, estou (infelizmente…) de volta a este vale de lágrimas em que os criminosos que dizem que nos governam reina a felicidade e até consegui(mos?)ram uma saída limpa (???) depois de quase três anos de sofrimento, de penúria, de pobreza e de resignação. Somos assim, masoquistas, gostamos de levar na cabeça, que raio de vida e de estar de cócoras.

    A nossa Goa ficou para lá voltar no próximo ano. Entretanto, estarei por cá e tentarei ir acompanhando, como habitualmente faço, este teu blogue. E, sempre que possível, comentando. Mas, hoje, ainda não comento…

    Qjs spiced

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ferreiramigo, então já veio de Goa e lá voltará ano que vem? Imagino o quanto aproveitou, além do que tomei conhecimento lendo as matérias lá da Travessa. Eu li, pela imprensa, sobre a "saída limpa" do (des) governo português. Desejamos que tudo vá melhorando, até ficar bom...que nem aqui. As eleições de maio, aí e as de outubro, aqui, darão o veredito para o futuro próximo.
      Xêro, pra tu e pra Kel...

      Excluir
  28. Que belo passeio me foi proporcionado hoje com o vídeo e as suas fotos.
    Obrigada pela partilha.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz, em proporcionar esses passeios, Elvira. Obrigada, por vir sempre, uma abraço!

      Excluir
  29. Que postagem riquíssima. As imagens conversaram perfeitamente com o texto. :)

    Beijos,
    Blog | Youtube

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre procuro fazer "um casamento perfeito", Nina!
      Beijos.

      Excluir
  30. Nossa que lugar lindo!!! O homem parece querer destruir tudo ao invés de preservar à vida. O Grande inimigo.
    Fiquei encantada mais uma vez.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Merecem preservação e o homem ainda não se conscientizou...deveria ser o Maior Amigo da Natureza. Obrigada, Lourdinha, meu abraço.

      Excluir
  31. Lugares bonitos! Pedra da Carnaúba e do Céu. Gostei da foto onde os bois, parecem ter saído da igreja... Teriam eles assistido alguma missa? rsss.
    Xêro.

    P.S. A estátua do Chopim ainda está lá, na Praia Vermelha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei um ecanto Estela, diferente! Possivelmente, era dia de São Francisco rsrs...E que bom, que ainda posso rever a estátua de Chopim, quando voltar à Praia Vermelha.
      Xêro

      Excluir
  32. OI LÚCIA!
    VINDO AQUI, TEMOS UMA AULA DE HISTÓRIA E DE BELEZA NATURAL.
    ABRÇS AMIGA
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. História sempre atraiu, juntando à bela Natureza, mais ainda...
      Um abraço, Lani

      Excluir
  33. Curiosidades nesta postagem Lucia.
    Belo video sobre a cidade.
    Achei fantastico esta formação das pedras por toda a cidade.
    Mais um belo trabalho pelo estado.
    Um abração com carinho Lucia.
    Beijo de paz e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chaval é uma cidade bem curiosa, diferente, que encanta...
      Obrigada, Antônio, venha sempre.
      Carinhoso abraço, tenha um ótimo final de semana.
      Beijos!

      Excluir
  34. É sempre interessante conhecer a origem do nome de uma cidade. E mais ainda penetrar no mundo dela através de suas esclarecedoras postagens.
    Por mais que se façam campanhas para a preservação dos mananciais, ainda existe muito descaso. Imagens e vídeo que nos mostram mais um pedacinho encantado desse nosso Brasil. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A origem de Chaval, não é bem precisa, mas é bem curiosa, essa "especulação"...A questão de preservar a natureza, o patrimônio é uma luta constante dos têm bom senso e amor à Terra. Obrigada, Marilene, por vir sempre.
      Beijos!

      Excluir
  35. Querida Lúcia
    O que mais me impressionou foi ver a preocupação com a sustentabilidade das reservas de pesca! Oxalá estas atitudes tenham bons frutos.
    Gostei muito da cidade.
    A Igreja Matriz de Santo Antóniio é muito linda e aquela manadinha de vacas por perto,confere um toque bem pitoresco!
    Ao ver as diversas fotos, lembrei.me do Norte do meu país, com tanta pedra!
    Obrigada por partilhar.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderExcluir
  36. Olá Lucia
    Como certamente nunca terei hipoteses de visitar o Brasil, este blogue é sem duvida uma viagem turista muito boa..:-))
    Continuarei a passear tendo-a a si como cicerone.
    Um beijinho grande
    Teresa

    ResponderExcluir
  37. Que legal... Uma visão panorâmica sobre a Historia e vida chavalense. Fico feliz, como chavalense, ler este post. Como blogueiro (Blog Chavalzada) convido a todos a visitar ChavalCE...
    Eis um cordel sobre a cidade: http://www.chavalzada.com/2011/11/chaval-60-anos-cordel.html#.U3ku0vvbODg

    Abraços

    ResponderExcluir