quarta-feira, 1 de julho de 2015

GRAÇA

Do CEARÁ: cidades de  A a V  (LXIII)

É assim, que vê-se GRAÇA, da Cachoeira do Belizário !

GRAÇA, está localizado no noroeste cearense, ao sopé da Serra da Ibiapaba, tendo uma população de, aproximadamente, 16 mil habitantes.Suas origens são indígenas e não há registros históricos quanto ao topônimo, "graça".  A população, no entanto,  carrega a informação oral de que um senhor chamado Manuel da Graça, morador do, então, pequeno lugarejo mandara  construir uma capelinha dedicada à Nossa Senhora das Graças, tornado-a "padroeira" e, assim, com o decorrer do tempo o nome - Graça  -passou a denominar o lugar. Antes da sua emancipação administrativa, o que se deu por plebiscito, em 15 de abril de 1987, GRAÇA integrava o município de São Benedito.
Mas GRAÇA, como distrito, e com essa denominação, foi criado pela Lei Provincial de Nº 1 491, de 16 de dezembro de 1872, já integrando o município de São Benedito, e mantendo, durante muitos anos, um importante trabalho artesanal, como o de rede, 
Nos alpendres das casas, há sempre uma rede armada...
Antigamente, na "fartura" de algodão, proliferavam os teares...
fiandagem  e outros artefatos de algodão (geralmente feitos em tear- foto).
O município de Graça, é constituído de dois distritos: Graça (sede) e Lapa.

Ao Noroeste do Ceará,está GRAÇA,  a 225 km de Fortaleza.
GRAÇA, já nasceu com a proteção de N.Sra. das Graças...
À frente da Igreja Matriz, a imagem  "olha" a Serra Grande...
A Serra da Ibiapaba (Serra Grande), vista do alto da montanha.

Seguindo em frente, pela estrada...chega-se ao GRAÇA, no Ceará.
Nesta foto, e nas três que se seguem, vê-se a Igreja Matriz Nossa
Senhora das Graças, antes de passar por uma reforma que alterou
a sua fachada ( foi acrescida uma torre à esquerda).
Praça da Matriz do Graça, antes da reforma da igreja.
Um belo jardim, na Praça da Matriz do Graça.
A Igreja Matriz de Nossa Senhora das Graças, antes da reforma.
Igreja Matriz Nossa Senhora das Graças, acrescida de torre lateral.
Em época de festa, da PADROEIRA, :farta :merenda, após a missa...
 ...............................................................................................................
 ÁGUAS do GRAÇA & PALMEIRAS do BABAÇU!

Dependendo das chuvas, as águas jorram mais, ou menos, na
CACHOEIRA DO BELIZÁRIO - GRAÇA-Ceará.
Nesta vê-se o volume das águas bem mais farto, na Cachoeira do Belizário.
Bem no alto, uma solitária PALMEIRA BABAÇU....
NOTA: A PLMEIRA que produz o coco BABAÇU, é nativa do Norte e
Nordeste do Brasil. Na região da Ibiapaba, ela é bastante encontrada.
PALMEIRA que produz o COCO BABAÇU...
Quando se trafega pela chapada da Ibiapaba, nota-se bem....
...a farta presença da PALMEIRA BABAÇU...
A estrada que aparece na foto é a CE 321, conhecida por...
LADEIRA DA LAPA,que liga o município Graça a São Benedito,
é repleta de PALMEIRAS BABAÇU...
Cacho de coco babaçu...
NOTA:a amêndoa, é o mais importante produto extraído da palmeira
babaçu, que possui valor mercantil e industrial. Além dela, produz-se
artesanatos com a casca e com a palha da palmeira: "mil e uma" utilidades
NOME CIENTÍFICO: Orbignya Phalerata Speciosa (pesquise no google).
Quebradeiras de coco babaçu ...
Quebradeira de babaçu. (Já existem máquinas quebradeiras...).
 
Amêndoas retiradas inteiras - coco cortado, com quatro amêndoas.
NOTA: coco de babaçu pode conter de 1 a 6 amêndoas...
Artesanato da casca do coco fatiado...- descanso de prato...
...fruteiras...
...colar...
...casas... com palhas da palmeira babaçu...


NOTAS: esses dados estatísticos, são bem antigos mas, o estado
 do Maranhão, ainda é o maior produtor de amêndoas de babaçu.
................................................................................................................
LADEIRA DA LAPA
O trecho da rodovia CE 321, que liga o município de Graça a ao município de São Benedito, foi construido de setembro de 2010 a abril de 2013, tendo sido inaugurado no dia 15 daquele mês, com
Trecho da CE 321, que liga Graça ao município São Benedito. 
a presença de inúmeras autoridades e um imenso público advindo das cidades que copõem a região da Serra da Ibiapaba.
Outro trecho da rodovia CE 321 - LADEIRA DA LAPA
NOTA: caso o leitor deseje conhecer o referido
trecho da CE 321, clique na setinha do vídeo abaixo,
e percorra - confortável e virtualmente, 24 km de plena beleza:
- COM FORRÓ OU SEM FORRÓ -
GARANTO !..
Você poderá também querer conhecer um pouco sobre
a colheita do COCO BABAÇU : clique na seta >.....
...................................................................................................................
FONTES: Wikipédia ;Graça Notícias; Jornal Diário do Nordeste;google;
Fotos: panorâmio, google.
Nota: autores de fotos, se desejarem, darei os devidos créditos...: indiquem as devidas referências.
..............................................................................................................................................................................................
Voltarei, com a próxima postagem, no início de agosto.
Meu abraço!  

76 comentários:

  1. Bom dia, Lúcia!
    Rico e bonito post!
    Mais um bom pedaço do Ceará estou a conhecer! Graça!!!
    Abraços e até breve................

    ResponderExcluir
  2. Esta postagem está sensacional... A rede da foto é mesmo muito linda, mas a cachoeira é demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Podemos ter uma bela rede, próximo à cachoeira: combinam bem!

      Excluir
  3. Percorrer os "teus" caminhos é manter-se em viagem permanente, deixando o olhar seguir a natureza e a cultura das gentes.
    Parabéns, Lúcia.



    Beijos



    SOL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz, que me acompanhe sempre por esses caminhos, SOL: obrigada, querido!
      Beijos,
      daLúcia

      Excluir
  4. Muito bonitinha. Parece aconchegante. E que belas imagens.

    ResponderExcluir
  5. Quanto de lindo e interessante nos mostras"Adorei! bjs, chica

    ResponderExcluir
  6. É mesmo uma Graça e um Benção esse lugar. Beleza de paisagens e cultura. Adorei descer a Ladeira da Lapa, A primeira foto a das redes na varanda também achei linda, romântica e acolhedora, fico impressionada com esses tipos de solo claro, parecendo arenoso. Adoro. Parabéns, por mais essa linda Cidade Cearence cheia de recantos e encantos.bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na região da Ibiapaba há lugarejos lindos, pequenas cidades, sempre cercadas de rios e muito verde, que aumenta quando chove: Graça, é um desses lugares privilegiados... Obrigada, Lourdinha, pela encantadora presença. Beijos!

      Excluir
  7. Oi, Lúcia...que graça de cidade...linda no nome e na origem, visão poética de uma Santa tão querida admirando a serra em frente, uma cachoeira com águas fartas completa o cenário de paz e a rede, ah! as redes cearenses
    são lindas demais...fiz o caminho de carro pelo vídeo por uma bela estrada e confesso que quase me reconciliei com o governo (rs).
    Gostei da cidade de Graça...um nome bem dado.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi à toa, que disse assim, na "chamada" rsrs..até pelo nome! Parece bem planejada, até na posição estratégica da imagem da padroeira.Essa estrada teve início em 2010 e foi concluída em 2013 sendo, portanto, o governo merecedor de aplausos. Há vídeos, da época da construção, com os CORTES das montanhas, abrindo caminhos...
      Meu abraço, Guaraciaba!

      Excluir
  8. Olá Lúcia!
    Li e reli a fantástica história do Ceará.
    As postagens são maravilhosas, adorei a imagem de N.Sr. das Graças, existe uma + ou-igual na igreja matriz onde nasci.
    Um grande beijo.
    Amélia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, um história fantástica, da qual muito me orgulho, Amélia!
      Obrigada, pelo elogioso comentário. Gostaria de saber qual a cidade onde você nasceu.
      Meu beijo carinhoso!

      Excluir
  9. Muito linda a cidade, as fotos são maravilhosas, muito linda a história do luga. Obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maria Teresa, que bom você aqui, conhecendo Graça!
      Obrigada, por vir, meu abraço!

      Excluir
  10. Lucinhamiga

    Palavra de honra: esmagas-me com tanto conhecimento, tanta documentação, tanta pesquisa, tanta fotografia... :-)))))

    Começo a estar cansado de te tecer loas, aliás justas e justificadas. Tenho (quase) a certeza de que o teu Ceará nunca teve tratamento superior ao que lhe dás. Bravo! Hurra! Deu borem kurum...

    Xêros nim Kel e qjs alfacinhas

    Podes ir comentar na TRAVESSA; não pagas mais por isso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ferreiramigo, você sempre cheio de elogios e carregado de irreverências. Vez em quando, vou à travessa e deixo meu comentário...Saudade do "deu borem kurum"...há muito não o tinha!
      Xêro, nim tu e Kel!

      Excluir
  11. Li, viajei, amei o artesanato, a paz do lugar, a natureza bela e que tudo dá aos habitantes de "Graça". Saber dessa cidade, da Nossa Senhora das Graças - a quem no meu batismo fui consagrada - trouxe-me maior curiosidade pela didática "reportagem" com que você, Lúcia, nos proporcionou! Momento único: - vídeos, fotos e leituras! Obrigada!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você sabe apreciar bem, as cidades cearenses que apresento por aqui, Célia: obrigada! Professora, sem didática, não "tá com nada", você sabe bem! O conteúdo, a internet me fornece ricamente, é um centro de pesquisa colossal!
      Meu abraço, amiga!

      Excluir
  12. Magnifica a explicação, magníficas as fotos e o vídeo. Obrigada.
    Bj BShell

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, minha querida, que bom ter você por aqui!
      Beijo, BShell!

      Excluir
  13. Minha querida, eu nasci numa vila de trás- os- montes,Torre de D. Chama, concelho de Mirandela, distrito de Bragança.
    Bem no Norte de Portugal.
    Vivo em Lisboa a muitos anos. Gosto muito.
    Não desprezo as minhas raízes.
    Adoro a minha terra
    Bom domingo
    Grande beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazia tanto tempo que eu não ia ver os seus belos dedais, que já não me recordava do seu berço natal, Amélia. Conheço um pouco, do Norte de Portugal - Porto e Amarante, que me lembro. Adoro Portugal. As raízes, ficam encravadas na gente!
      Beijo...

      Excluir
  14. Primeiro peço desculpa pela pequena ausência, tenho andado numa espécie de licença sabática.
    Li com o entusiasmo habitual a magnífica viagem pelo tempo e pelo espaço, as magníficas imagens que, muito melhor, nos vão ilucidando e encaminhando na viagem.
    Concordo com o Henruque no que concerne à forma como o Ceará tem sido importante na forma, superior, como nos tem dado a conhecer.
    Boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você já tinha justificado (está perdoado! rsrs) Obrigada, por ter vindo, em plena "licença sabática". Os portugueses, que aqui vem, deixam comentários que me deixam felizes, pelo carinho fraterno, que unem os nossos povos.
      Beijo, Manuel, boa semana!

      Excluir
  15. Ainda a tempo, com o Henrique só concordo nisto.
    Até final desta semana vou deixar algo para manter a chama.
    Obrigado por ser tão especial.

    ResponderExcluir
  16. Olá Lúcia, que beleza de postagem, nunca tinha ouvido falar nesse lugar, parece mais um paraíso, e ainda tem gente que vai gastar o dinheiro no Exterior com tanta beleza que temos principalmente no nosso nordeste.
    Parabéns pela postagem, lindas imagens e informação. Quero conhecer esse lugar em breve.
    Obrigada pelas gentis palavras deixadas em meu blog.
    Tenha um radiante amanhecer.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diná!
      Pois é, o Ceará tem cidades grandes, pequenas, médias, no litoral, no sertão, nas serras - como Graça - e, realmente, há muito que se conhecer nesse Brasil tão imenso e bonito por natureza...rsrs...Venha, conhecer Graça. e outras...
      Bom final de semana...beijos!

      Excluir
  17. Lúcia, adorei o coco e o artesanato dele resultante, que desconhecia. Já me estava a preparar para googlar para ver o aspecto do fruto, mas vc fez o trabalho todo, ei-lo aqui, magnífico, na árvore, com o fruto aberto, com as amêndoas expostas. Melhor do que isso, só enviando uma amostra para eu provar.
    Mil beijinhos, uma linda semana
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Ceará tem variados tipos de palmeiras que dão coco e, o coco babaçu, é dos mais bonitos, depois do corte. Os nomes são bem interessantes: tem o coco babão, tem o coco da macaúba, o catolé...e tantos mais!...Venha cá, provar dessa variedade de cocos!
      Bom final de semana, Ruthia, beijos...

      Excluir
  18. Tinha que voltar, pois as imagens tinham que ser vistas com mais atenção.
    Há coisas que não conhecida, como coco babçu, agora sei como é. Já fui ler no Google.
    Bom resto de semana:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Volte tantas vezes quiser, Manuel...sei que você aprecia bem, essas terras distantes. O coco babçu, é muito lindo...e gostoso!
      Bom final de semana...

      Excluir
  19. Graça é o nome perfeito para um lugar lindo cheio de tradições e beleza.
    bejinhos

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz jus ao nome, sim: é mesmo uma GRAÇA!
      Obrigada, Simone! Adorei a Joaninha "gulosa" nas suas plantinhas lindas. Beijos, querida!

      Excluir
  20. Querida Lúcia
    Demorei algum tempo em visitá-la. Gostei muito deste seu post sobre Graça, admirei a força da Palmeira Babaçu com os seus cachos, as suas amêndoas, a utilização que é dada a tudo o que dela sai, nomeadamente, artigos de artesanato.

    Desejo-lhe tudo de bom e um fim de semana feliz ao lado da Família.
    Bjs

    olinda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olinda, minha querida, que prazer!
      Eu também tenho estado devedora de vistas, mas gente sempre volta aos lugares que queremos...Obrigada, pela visita e comentário.Essa palmeira, é muito rica, oferecendo tantas maravilhas!
      Que o final de semana seja bem alegre, querida.
      Beijos,
      da Lúcia...

      Excluir
  21. Visitar estas páginas é fazer viagens dentro desse país maravilhoso.
    É entrar na história do povo.
    É beber o encanto e a magia do clima e das tradições.
    Obrigado pelas visitas em lidacoelho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Coelho, fico muito feliz com os seus comentários.
      A afinidade que une os nossos povos, desenvolveu esse sentimento de "pertenças"...há tantas semelhanças, nas tradições!

      Excluir
  22. Leio e volto a ler e sinto dificuldade em comentar, tal a abundancia de tudo.
    Por entre fotos de beleza quase inaudita, a suavidade com que a Lucia descreve cada lugar, como pertenca de todos...uma maravilha de locais e palavras que fazem sonhar.
    Bem haja

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São tantas as informações que obtenho nas pesquisas, que tenho dificuldade em selecionar o que é mais importante, interessante. Daria para fazer três, quatro postagens para cada cidade rsrsrs...
      Obrigada, Xico

      Excluir
  23. OI LÚCIA!
    COMO SEMPRE VIAJO ATRAVÉS DE TUAS PALAVRAS E FOTOS, CONHECENDO UM POUCO DESTE NOSSO MARAVILHOSO PAÍS COM TODA A SUA DIVERSIDADE E BELEZA. PARA MIM QUE SOU DO SUL, TUDO É NOVIDADE E ENRIQUECIMENTO.
    ABRÇS
    -http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lani...pois é, há tantos costumes diferentes e,até, a própria paisagem é bem distinta, de Norte a Sul...: nos completamos!
      Abraços.

      Excluir
  24. Amiga Lúcia! Mais uma vez, aqui me faço presente para aprimorar meus conhecimentos históricos e geográficos deste belo estado brasileiro. Desta vez me concedeste a GRAÇA de um lindo passeio turístico pela produtiva e maravilhosa GRAÇA e, o melhor, tudo de GRAÇA. Rsrs.

    Obrigado pela visita e gentil comentário deixado no nosso Literatura & Companhia Ilimitada.

    Beijos,

    Furtado.

    O post atual do Arte & Emoções tem algo a ver contigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre muito prazeroso tê-lo aqui, Furtado. Obrigada, por sua apreciação, sempre tão elogiosa. Já fiz, uma vista nos seus espaços, sempre muito bons. Obrigada, amigo.
      Beijos

      Excluir
  25. Vinga espreitar, venho sempre!
    Deixo um abraço e o desejo de uma boa semana.

    ResponderExcluir
  26. Nao esqueci a minha amiga, melhor, o que traz e usurpando as suas palavras a parabenizo (?).
    Coisas lindas de mais que agora que o tempo comeca a sobrar...vou degustar! E tanto conhecer...
    Aceite um beijo amio!
    Aceiteu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei bem, Xico, e agradeço à sua lembrança!
      Venha quando o tempo lhe permitir, não importa a periodicidade...qualquer tempo, é tempo!
      Um beijo, amigo!

      Excluir
  27. Olá, parabéns pelo blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://www.morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Morgan...já estive lá e gostei muito!
      Meu abraço

      Excluir
  28. Muito obrigado Lúcia por mais este passeio espectacular. Adorei a Praça Matriz do Graça com a imagem de Nossa Senhora.
    Beijinhos
    MAria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço a sua vinda, Maria. São cidades assim, que também nos apraz conhecer, como Graça, na sua simplicidade...
      Beijo,
      da Lúcia

      Excluir
  29. Lúcia, a propósito da "padroeira" um comentador n' O Forninhenses deixou um comentário a dizer que nenhum santo é padroeiro. As paróquias têm um Orago e Padroeiros são pessoas, que tem ao seu cuidado a manutenção dos templos. Eu não fazia ideia!
    Esse comentador deixou-me ainda o link dum artigo onde li que:
    «Eram devidas ao padroeiro as honras de ocupar na igreja e em procissões um lugar privilegiado, de ser, em certas situações, solenemente recebido à porta da igreja, de colocar as suas armas ou brasão nas igrejas de seu padroado.
    (...)
    Outro direito do padroeiro, considerado já de carácter extraordinário, consistia no direito de emolumento, isto é, na possibilidade, em caso de urgência, de se socorrer dos bens pertencentes à igreja ou beneficio de seu padroado.».
    Deixo o link do post d´O Forninhenses, caso você queira ler, para melhor entendimento.
    Quanto ao algodão, quando há "fartura" é normal haver tradição de fabrico ligada à tecelagem. Na nossa região como em muitas partes de Portugal, por exemplo, cultivou-se e preparou-se o linho e por tal ficaram na nossa toponímia muitos vestígios. Será que por aí também os há relativos ao algodão?
    Sobre a acrescida torre da Igreja Matriz Nossa Senhora das Graças, igual construção se fez por cá em bastantes igrejas também. Na minha terra natal sei que a torre da igreja foi apenas construída nos anos 50 do séc. XX. Noutras igrejas antigas demoliram os velhos campanários e construíram torres sineiras.
    E a cachoeira?
    É mesmo parecida com as cachoeiras que vemos nas novelas brasileiras com casalinhos a tomar banho como Deus os trouxe ao mundo ;-)
    O coco babaçu e o artesanato eu não conhecia. Adoro amêndoas. Se pudesse provar daqui comia já umas quantas!
    Um abraço de longe e parabéns por mais um magnifico artigo muito bem explicado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante, essa versão do seu leitor, sobre "padroeiro". No Brasil, costuma-se chamar padroeiro, o santo que se considera dê "proteção" à cidade. Geralmente é o santo do orago, mas não necessariamente. Há cidades que tem mais de um padrinho. Fortaleza, por exemplo, chama-se Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção (batizando o antigo forte), e tem como "padroeiro" São José. Pode-se considerar também essa versão. Na verdade, todos os que contribuem para o "acervo" material de uma igreja devem ser considerados padrinhos.
      Obrigada, Paula, pelo seu comentário. Enriquece muito a postagem! Meu abraço!

      Excluir
  30. link:

    http://onovoblogdosforninhenses.blogspot.pt/2015/07/vamos-santa-marinha.html#comment-form

    ResponderExcluir
  31. Boa noite Lucia.
    Desejo uma linda semana a voce.
    Linda sua apresentação e ilustração de Graça.
    Meu sobrinho está em trabalho por ai, mas próximo de Caucaia parece que Pecem.
    Carinhoso abraço amiga.
    Bju de paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Toninho, vê-lo aqui.
      É, o Porto do Pecém, fica bem perto de Caucaia, que não é longe de Fortaleza. Com a construção do porto, abriu-se muitos polos de trabalho. É uma região linda, do litoral.
      Um beijo, com carinho!

      Excluir
  32. Agosto não tarda, mas vim espreitar.
    Deixo um beijo e desejo de boa semana.

    ResponderExcluir
  33. Não tarda,Manuel...pode espreitar à vontade!
    Obrigada, beijo, tudo de bom nesses dias...

    ResponderExcluir
  34. Fantástico e belo trabalho uma verdadeira reportagem.
    Gostei do seu blog, vou segui-lo.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei contente por ser o nº 500 como seguidor.

      Excluir
    2. Obrigada, Francisco Manuel, e que bom que você veio: adorei os dedais maravilhosos...trocaremos "figurinhas" ! rs....
      O nº 500, é muito bem vindo!
      Meu abraço.

      Excluir
  35. Oi Lucia,
    Viajei nesse seu Ceará lindo de viver, agora descer a ladeira eu tenho medo agora que já estou mais velha.Adorei os enfeites com a casca do babaçu e das amêndoas fiquei com vontade.
    Beijos no coração
    Dorli Ramos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estava sentindo a sua falta, Dorli. Saiba que adorei o seu novo espaço!
      Beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  36. Terminaram as minhas férias, estou de volta aos vossos cantinhos. Graça, uma terra com tal beleza só podia mesmo ser abençoada por Nª Sª das Graças.
    Curioso que o distrito a que pertenço, Setúbal, também tem por padroeira Nª Sª das Graças.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou feliz com a sua volta, Elviira...você faz muita falta, nas visitas e nas postagens maravilhosas...Gostei de saber, sobre a padroeira do seu Setúbal!
      Meu abraço!

      Excluir
  37. Demorei, mas cheguei, Lúcia. Linda esta localidade! O que mais me impressionou foi esse coco; nunca tinha visto nenhum e ele fica lindo caído pela palmeira feito cacho de uva. Depois, o artesanato que dele se faz é maravilhoso, parece uma renda esse descanso de prato.. As redes já as conheço, mas nem imaginava que fossem dessa terra. Tudo é muito bonito nessa cidade e por isso merece bem o nome de Graça. Obrigada, Lúcia pelas informações tão detalhadas e ilustradas. Assim fazemos uma visitinha a cada cidade do teu nordeste. Beijinhos e até Agosto.
    Emília

    ResponderExcluir
  38. Sempre bem vinda, querida Emília! Esse coco babaçu, além de bonito é gostoso e tem inúmeras utilidades. A rede é dessa terra e de muitas outras, no Ceará e Nordeste todo. As cidades que estou mostrando são apenas as que são oficialmente distrito sede dos municípios.
    Obrigada, amiga, pela visita.
    Beijos, até a próxima!

    ResponderExcluir