quinta-feira, 25 de abril de 2013

ARARENDÁ

Do CEARÁ: cidades de A a V (XV)
ARARENDÁ está localizada a 332 quilômetros da capital do Ceará, Fortaleza, na microrregião do Sertão de Crateús e mesorregião dos Sertões Cearenses, quase limítrofe com o estado do Piauí. 

ETIMOLOGIA
O topônimo Ararendá, ou Ararena, vem do tupi-guarani arara ( arara, papagaio) mais  nda (lugar, pouso) e significa "lugar das araras" ou "donde se obtém pouso das araras". 

HISTÓRIA
Chamava-se inicialmente Canabrava e Canabrava dos Mourões.
Criado pelo Decreto-lei nº 448, de 20.12.1938, substituído o nome pelo atual, Ararendá, pelo Decreto-lei nº 1114, de 10.12.1943.
Canabrava, era o nome do sítio, no sopé da serra da Ibiapaba, comprado pelo capitão-mor Antônio de Barros Galvão, um dos potentados do Ipú.
Ararendá, origina-se da aldeia Ararena, dos índios Tabajara, aldeia que o capuchinho francês Claude D' Abbeville  grafou ARADENDÁ. 

Com a expansão da pecuária e a doação de terras, via sesmarias, chegaram à região famílias oriundas de Pernambuco, que criaram fazendas de gados, que consolidaram o núcleo urbano que atualmente chama-se ARARENDÁ. Provavelmente, aqui se hospedaram os padres jesuítas Francisco Pinto e Luis Figueira, durante as suas tentativas de catequizar os índios do sopé da Ibiapaba, no século XVII.
................................................................................
A caminho de Ararendá...
Vista parcial de Ararendá...com a Igreja  Matriz ao centro...
Igreja Matriz São Vicente de Paulo... grande praça...nuvens de muita chuva...
A praça da matriz, em noite de festa...
Tão linda a Igreja Matriz pintada de brando...
praça tranquila e bem cuidada...
... noutro ângulo...
....reformas...construção de lombada, adiante...(?)...
...Ararendá, com  "o Sol sumindo, na quebrada da serra..."
.........................................................................................
O "GRAFADOR", do nome "Ararendá"...

CLAUDE D'ABEEVILLE
Foi um entomólogo francês, missionário religiosos, que veio ao Brasil fazendo parte de uma expedição enviada pelo seu país, em 1612. O padre, capuchinho, participou da Invasão Francesa ao Maranhão. Ficou no Brasil apenas quatro meses mas, nesse curto espaço de tempo, levantou com argúcia uma grande quantidade de dados que serviu para compor a sua obra, publicada em 1614: "História da Missão dos Padres Capuchinhos na Ilha do Maranhão e suas  circunvizinhanças" . Nesta obra, destaca-se o relato etnográfico dos costumes indígenas, da fauna, da flora.
Como entomólogo ele identificou e batizou, com nomes indígenas, diversos insetos, tais como as grandes borboletas azuis, as mutucas e os mosquitos. Não retornou ao Maranhão provavelmente por causa de seu péssimo estado de saúde. Quando viajou para a França, após os quatro meses que passou no Brasil, levou consigo seis índios tupinambá. Dois deles não resistiu à viagem. Claude D'Abbeville, teria morrido em 1616 em Rouen, França.
(Clique nas imagens, para ampliar).

Frontispício da obra de 1614. No cabeçalho a inscrição;"Indis Sol splendent,
splendescunt Lilia Gallis" (" O Sol das índias bilham, os lírios franceses brilham")




As cinco imagens acima, fazem parte das inúmeras figuras 
que ilustram o livro original de Claude D'Abbeville...
São muitas ,as publicações da obra ...
Grade parte dos estados do Norte (mapa), hoje  compõe a Região Nordeste.
Mapa atual da Região Nordeste, do Brasil.
...................................................................................
A "LETRISTA", do Hino de Ararendá...
ZILMAR MENDES MARTINS, nasceu a 26 de outubro de 1914 e faleceu em 17 de novembro de 2005. Sua cidade natal, foi Tamboril mas, muito cedo, transferiu-se para Nova Russas (limítrofe com Ararendá), onde foi professora (criadora da primeira escola particular), foi eleita a primeira vereadora do município(Novas Russas). Era filóloga, historiadora, educadora,...poetisa!
É dela, a letra do Hino de Ararendá...

HINO DE ARARENDÁ

Nosso brado vibrante e altaneiro
Seja um eco de firme ufania.
Seja tu, nossa terra um luzeiro,
Um farol que só luz irradia.

Salve, ó doce rincão cearense, 
Ararendá, nosso berço querido!
Povo forte que luta e que vence.
Ararendá, nosso berço querido!

É tão belo o teu sol sumindo,
Na quebrada da serra, ao poente.
E a brisa de leve vem vindo,
Com doçura, beijar a tua gente.

Salve, ó doce  rincão cearense,
Ararendá, nosso berço querido!
Povo forte que luta e que vence.
Ararendá, nosso berço querido!

Que a semente da paz alcançada,
Sobre o chão, de tua gleba louçã,
Faça sempre que seja lembrada,
No ontem, no hoje, no amanhã.

Salve, ó doce rincão cearense,
Ararendá, nosso berço querido!
Povo forte que luta e que vence.
Ararendá, nosso berço querido!


Letra: Zilmar Mendes Martins
Melodia: Jorge do Amaral Dias
....................................................
Quer "andar" de MOTO, ou ASA DELTA, em ARARENDÁ ???
Clique, é pura "adrenalina"....(Veja em tela GRANDE)
Moto...com "adrenalina"...(com o som baixo)...
No voo de asa delta, vai bem aumentar o som...
....................................................................................
Fonte:Wikipédia; Biblioteca Nacional (acervo digital) ;Blog Zilma Mendes Martins; Blog do Professor Tim; 
Fotos: Wikipédia; Panoramio; Blogues citados.
....................................................................................
Estarei de volta, na próxima quinta-feira. Abraços!

72 comentários:

  1. Nossa, Lúcia!! Que beleza de post!! Parabéns!! Muitos! Uma aula de geografia, música... Cultura pura. Adorei!!
    Gosto desses posts bem elaborados.
    Beijosss e boa noite!

    p.s. muito obrigada por sua gentil visita. A família toda agradece o carinho com o pequeno Solano. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A História, conta muito mais... mas, quem se interessar vai em busca desse "mais"...mostro um tanto superficialmente...
      Obrigada, Lau, por ter vindo.
      Beijos à família, em especial ao Solano (lindo!)

      Excluir
  2. Que lindo conhecer Ararendá. Gostei dos vídeos e a matriz que não pode faltar nas cidades.

    Tu sempre bem dedicada e mostrando sempre mais ! beijos,lindo fds! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto muito do nome, lembra ciranda, infância...é mesmo linda!
      Obrigada, chica, sempre presente, amiga querida!
      Beijos

      Excluir

  3. ARARENDÁ
    Bela lição-reportagem...........

    Plano...cheia de espaço...Deve ser bom para morar..
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A reportagem é curta, para não cansar, quero instigar os leitores a virem "in loco" rsrs

      Beijo, Andrade

      Excluir
  4. Querida Lúcia

    O que eu descubro nos teus relatos/descrição!...
    Fico agradavelmente surpreendido pelo pormenor que, certamente, até não fará jus a tanta beleza de Terra.
    Parabéns, Lúcia.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo SOL!
      Você sempre a iluminar este humilde espaço, com a sua luz e poesia...Obrigada, por estar sempre aqui!
      Beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  5. Nosso. Pais é enorme e com belas histórias, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São pequenas "amostras", que trago de cada cidade cearense, São todas e eu amo a todas!
      Um beijo, Lisette, obrigada por vir...

      Excluir
  6. meu aprendizado não para!!
    de cada vez que aqui venho sei que vou aprender mais um pouco!!!
    Um beijo amiga e um bom fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu aprendo e, como professora "competente" rsrs tenho ânsias de passar adiante, ainda que não seja um conteúdo muito aprofundado, faço apenas um panorama do que considero mais interessante...
      Um beijo Ana, obrigada, amiga!

      Excluir
  7. Lúcia, o vídeo da asa delta roubou o show. Ri muito. Imagino a sensação de estar lá no alto e descobrir que o carro que deveria ir te buscar não vai poder porque a chave dele está com você. rsrsrsrs Já voei de paraglider. Desci fofamente sobre um monte de "adubo" e as vacas produtoras do tal adubo ficaram ao redor observando enquanto eu e o instrutor dobrávamos o paraquedas e esperávamos o resgate. O nosso chegou em 15 minutos. Em geral, os pousos são no meio de lugar nenhum. Sem carro de resgate, o melhor a fazer é voltar pra casa em lombo de vaca. :) Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma delícia, as eu não tenho coragem de voar (só vontade). Muito legal, o seu relato. Imagino, com seja descer em lugar estranho...sem resgate, é uma boa loucura! Adorei, Ceres!
      Bom final de semana, beijinho!

      Excluir
  8. Post muito bacana, Lúcia!
    Ararendá! Não conhecia e q coisa boa é saber mais e mais do Ceará... Estávamos até ainda há pouco c um amigo de Fortaleza em nossa casa... Gosto da sua terra... Lindas riquezas culturais! O Hino é belo!

    (Penso q gostará de conhecer o Blog dos Forninhenses/Portugal, tem o mesmo perfil do seu)

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigada!
      Conheci há pouco tempo e me encantei, ao conhecer a sua história. Então, teve cearense por aí? Bom saber, que gosta da nossa terra!
      Quando li a sua "dica" fui logo ao Blog dos Forminhenses e adorei, obrigada!
      Abraços!

      Excluir
    2. Retornando p deixar um novo abraço, Lúcia...
      Alegro-me em saber que gostou do Blog indicado...
      Gostaria q lesse meu último post: SER FELIZ, EIS A QUESTÃO! Penso q gostará...

      Bom Feriado p vc e família...

      Excluir
    3. Gostei muito, fui lá e a aluap já veio aqui. Beleza!
      Vou já no seu, ler SER FELIZ, EIS A QUESTÃO. Gosto de FELICIDADE!

      Beijos, Anete!
      Obrigada!

      Excluir
  9. Olá Lúcia...!!
    Gostei muito de ARARENDÁ...como aliás de todos os lugares que a Lúcia aqui tem mostrado aos seus amigos, seguidores e visitantes do seu blog...!!!!
    Mas este, em pleno Sertão, tem para mim algo de "mágico"...!!!
    A sua história é muito bonita, o seu hino traduz bem a "alma" desse povo e o seu pôr-do-sol na quebrada da serra...., encantou-me.....!!
    Parabéns Lúcia por mais este bocadinho de história aqui tão bem contado e documentado...
    Um abraço amigo
    ALbertina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Albertina!
      De Ararendá, gosto até do nome, tem uma bela sonoridade(trazida por um francês rsrs)..Está bem enraizado no sertão, sim, veja a distância do litoral!
      Cada cidade, tem os seus encantos, Ararendá tem muitos.
      Um forte abraço,
      da Lúcia

      Excluir
  10. É difícil compreender o rumo da vida em alguns momentos.
    Mas de uma coisa não se pode esquecer:Nada é a toa.
    Às vezes,
    o melhor parece ser o pior, e o certo aparenta ser errado, mas tudo faz parte,
    tudo contribui ao crescimento e tem um porquê.
    Viver vai muito além de explicações e ultrapassa todo e qualquer entendimento.
    O IMPORTANTE É SER FELIZ! SEMPRE.
    Deus esteja sempre presente em sua vida.
    Um feliz e abençoado final de semana.
    Beijos no coração carinhos na alma,Evanir..
    Em tempo::Agradeço o carinho
    das palavras deixadas com tanto amor
    na minha viagem.
    Agradeço de coração ,
    e saiba você é uma parte da minha vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Evanir, por trazer sempre uma bela mensagem de carinho. Tenha um lindo final de semana, e receba um beijo afetuoso.

      Excluir
  11. Oi, Lúcia, que viagem! Do século XVII ao XXI, dos índios ao padres, da pecuária às motos e asas-delta...Muito legal!e Viva o povo brasileiro! Amei viajar de carona na moto e voar de asa delta, com direito à música de qualidade, com passarinhos e sinos tocando(rs) Muito bom mesmo e nos faz ter esperança de que nosso país, afinal, pode dar certo.
    Um abraço.

    P.S. gosto muito de seus comentários quando passa pelo meu blog e sempre dialogo com você compartilhando memórias de época...não sei se você vê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tantos séculos resumidos em uma página! Não há como detalhar mais, apenas dou "pinceladas" trazendo o mais colorido, o que tem mais significado, os fatos que considero mais interessante.

      Quanto ao P.S., respondo: é claro que percebo o diálogo travado entre você e eu... afinal, somos de uma mesma época e as afinidades são muitas. Tanto, que as suas postagens sempre me reportam a momentos que vivenciei. Adoro esse reencontro, através da memória, oportunizado pela internet.
      Um abraço, amiga.

      Excluir
  12. é um luzeiro plano, com os montes lá ao fundo

    eu ia, de asa-delta e levava comingo um índio tupi, para o restituir à liberdade

    grata pela viagem, Lúcia!

    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É plano, o luzeiro, e o horizonte se esconde por trás dos montes...os índios perderam as terras, a liberdade...
      Tudo é possível, nos sonhos...
      Obrigada, beijinhos, Manuela!

      Excluir
  13. Este tipo de temática é de meu especial agrado. Acho que para melhor nos conhecermos temos de gostar da nossa história e pelo que li por aqui, tal como eu, a Lúcia também tem o "vício" de fazer chegar aos outros coisas que sabe sobre a cultura e história da sua terra (no meu caso, sobre a minha).

    Bom fim de semana e obrigada pela visita e por registar a sua passagem no blog dos forninhenses. Apraz a quem tem um blog, a visita de pessoas como você, Lúcia.

    Abr./Paula.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Paula, há semelhanças, entre os nossos espaços.
      Temos os mesmos "vícios", mostrando ao mundo o que tem e faz a nossa gente. Ad adorei, ter tido a indicação do blog dos forninhense. Obrigada, por ter vindo e pelo comentário que tanto agradou-me.
      Abraços,
      da Lúcia

      Excluir
  14. Olá Lúcia,
    Mais uma bela viagem por essa ARARENDÁ que nos delicia. O meu conhecimento, parco sobre o tema, não me permite ir mais além a não ser deliciar-me com os pormenores aqui deixados.

    Beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, JP.
      Que bom, você aqui, apreciando Ararendá, que é mesmo uma delícia. Não precisa, ter conhecimento, basta olhar e gostar, ou não! Obrigada, amigo.
      Beijos!

      Excluir
  15. Lindo e curioso. Levo mais uma mão cheia de cultura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Venha sempre, Né!
      Obrigada, por ter vindo.
      Fique à vontade, para levar o quanto quiser...
      Um abraço!

      Excluir


  16. Lúcia, com estas lições fico sempre ais rica!

    Bom fim de semana e um beijo

    Laura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que assim seja, Laura!
      Bom final de semana, e o beijo da Lúcia.

      Excluir
  17. .

    .

    . a igreja matriz . constitui um marco incondicional em torno de todas as cidades . povoações ou povoados que se prezem . por isso . a menção honrosa que encontro aqui . é prova inequívoca disso mesmo .

    .

    . sempre muito didáticas as suas páginas . muito obrigado .

    .

    . um bom fim de semana .

    .

    . um beijo meu .

    .

    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A primeira imagem que procuro, é a da matriz...quanto mais antiga, mais bonita, geralmente. A cidade, se desenvolve, em torno dela.
      A didática, fica por conta da profissão rsrs
      Bom domingo, beijos!

      Excluir
  18. Minha amiga sempre com a mesma delicadeza, carinho e profissionalismo vai-nos mostrando as belezas do Brasil. Gostei muito de hoje viajar por Ararendá.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga querida, todas essas qualidades encontro nas suas postagens maravilhosas! Este, é apenas um pouquinho do Brasil, a "fonte", é quase inesgotável.
      Bom domingo,Maria
      Beijos

      Excluir
  19. "Salve, ó doce rincão cearense!"
    Lindo e delicado o hino de Ararendá, bem como o significado do seu nome "onde pousam as araras".
    Por essas e outras, chego à conclusão que os nossos índios eram um povo romântico...
    Xêro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É lindo, delicado, ingênuo, este hino de Ararendá. Tinha que apresentar aqui, ele me comove muito.
      Alás, geralmente, os hinos me emocionam, é quando o amor fala mais alto!
      Ararendá, é pura poesia, eram mesmo romântico,nossos primitivos habitantes!
      Xêro

      Excluir
  20. Respostas
    1. Que bom, Rita, volte sempre!
      Obrigada, por ter vindo, beijos...

      Excluir
  21. Bom dia !!!
    Adorei ale´m de bonito o lugar
    vc ainda vai contando tudo, poxa
    parabéns viu menina ,vale a pena
    saber da história belo post

    Abraços de bom domingo e boa semana
    Bjuss

    _Rita__

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Rita!
      Estou contando um pouco de cada cidade cearense. Para algumas, de acordo com a pesquisa, há um "enriquecimento" maior, quanto ao patrimônio cultural.
      Boa semana.
      Beijos, da Lúcia

      Excluir
  22. Que lugar mais interessante! Tem uma história e geografia bem dinâmica e bonita. Gostei de passear por aqui.Obrigado pela visita.
    Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Tunin, você ter vindo e gostado de Ararendá!
      Venha sempre, obrigada, um abraço...

      Excluir
  23. OBRIGADA por ter enfeitado minha festa e meu dia...nunca vou esquecer teu carinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi possível ir na sexta, fui lá ontem. Quero desejar-lhe felicidade de montão,Cristamada!
      Parabéns e muitos beijinhos,
      da Lúcia

      Excluir
  24. Boa noite minha querida !
    O encantamento pela geografia do lugar deixa teu post com um ar de uma linda viagem com sua história que faz do posts uma riqueza ...
    bjsssssssssssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, minha amiga Severa, tão querida e bem vinda, plena de carinho e poesia. Estou em falta com você. Me aguarde hoje! Beijos, boa semana.

      Excluir
  25. Lúcia minha flor, me perdoe por não ter comentado antes no seu lindo blog é que na minha casa a internet tá com bronca e eu só voltei hoje das férias, mas adorei sua visita e já estou te seguindo.
    Xeros cratenses minha linda.
    Helena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, ter uma cratense por aqui! Obrigada, por ter vindo, comentado e estar me seguindo.
      Xero fortalezense, querida nova amiga
      Lúcia

      Excluir
  26. Lucia
    Voce é muito inteligente. Consegue realizar proezas na area das letras.
    Tenho 55 anos. Vou fazer em novembro.
    mas ando desanimada pra escrever. nao quero escrever tolices. Quero escrever como voce. Meu estado é rico de belas cidades. Mas nao sei fazer como voce. Esta pesquisa dá trabalho.
    com carinho Monica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou mediana, Moniquinha, na inteligência. Tão mediana, que estou há mais de 2 anos nessa internet e aprendi muito pouco. Falta-me habilidade e coragem para ir mais além do que faço. Faço apenas "O trivial simples". Mas não estou me lamentando, estou satisfeita com o que tenho produzido, é feito com muito prazer e o retorno está além do esperado. A pesquisa, não dá trabalho, a montagem, sequência é que requer uma "certa" criatividade, que eu sei que você tem. Experimente, não custa nada!
      Beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  27. Boa tarde/noite minha amiga Lucia Paiva. Nossa, eu nem sabia o que estava perdendo. Para quem ama viajar e conhecer novos lugares, essas tuas postagens sobre as cidades do Ceará matou a pau. Preciso voltar com calma para ler tudo sobre cada uma delas até colocar em dia e depois acompanhar com muita atenção cada publicação. Um trabalho realmente maravilhoso e grandioso diga-se de passagem, uma verdadeira aula sobre cada lugar com fotos espetaculares, tanto as antigas como as novas... semdúvida um trabalho de muita pesquisa e coragem... não é para qualquer um... espero que não desânime nunca, comecei a olhar o vídeo sobre o voo de asa delta mas ele trancou nos cinco minutos... vou tentar novamente... eu viajo nessas fotos amiga... toda sexta-feira estarei te visitando e viajando contigo... um grande abraço de um ex-morador de Fortaleza que teve a felicidade de conhecer algumas poucas cidades dessa maravilhoso estdo Brasileiro. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você veio, meu amigo AVENTUROSO, Muller!
      Demoro também a ir em seu porto,e quando vou me encanto com os resultados da suas viagens maravilhosas...
      Venha mais vezes, e aprecie à vontade a terra cearense, cuja capital, Fortaleza, você conhece tão bem, que já sei.
      Esses vídeos, às vezes empacam mesmo, quando a gente menos espera. Tente de novo, vale à pena "voar" de asa delta sobre as terras de Ararendá!

      Um beijo, com carinho,
      da Lúcia

      Excluir
  28. Sabe o que eu penso? Devia compilar todos estes belos textos e publicar.
    É uma riqueza que deve dar a conhecer!
    Eu fico extasiado e sinto-me a percorrer todos esses caminhos.
    Só uma palavra:
    Notável!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já pensei nisso, Manuel, daria um rico livro. A ideia vai ser "amadurecida", obrigada!
      É muito gostoso, conhecer tantos costumes, tantas paisagens. Suas palavras, me envaidecem.
      Abraços, amigo!

      Excluir
  29. Olá, como está? As suas reportagens são bem bonitas!
    E já agora, e a propósito das Rolhas de Maio. É uma tradição do Algarve - a província mais meridional de Portugal.
    As rolhas são feitas de massa de amêndoa. As mais requintadas têm um recheio de ovo e gila e são opíparas (como eu digo de certas mulheres, num outro vídeo). rs rs rs
    Bebe-se, medronho - um fruto regional, donde se faz uma aguardente muito forte, do mesmo nome. O arbusto, com seus frutos, que se pode ver no vídeo 5ª sinfonia, é um medronheiro.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou bem, meu amigo! Obrigada, Calado, suas palavras são sempre animadoras.
      Quanto às Rolhas de Maio, achei uma beleza. Já estive, muito rapidamente no Algarve. Que bela região! Salvo engano, fui num mês de fevereiro, em 1986.
      Adorei o poema e saber agora sobre os doces com amêndoas e mais sobre o medronho. Vou rever,o vídeo para apreciar melhor o que você agora explica.

      Obrigada, pela partilha, beijos!

      Excluir
  30. Suas postagens são tão completas que só posso parabenizá-la pelo excelente trabalho que vem fazendo. Conheço, através delas, lugares que nem sabia fazerem parte de nosso imenso Brasil. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Marilene, saber que você gosta tanto das minhas postagens. Obrigada! Revelo um pouco, do Brasil desconhecido. Há muitos blogs, divulgando o Ceará. O "diferencial" deste é que estou apresentando as cidades por "ordem alfabética", então todo o território será abrangido...assim espero!
      Beijos!

      Excluir
  31. Ola, tudo bem? Estou começando a divulgar o meu blog agora
    e gostaria que visitasse e deixasse seu comentário dizendo o que achou.
    Desde ja agradeço =) Jessica

    ResponderExcluir
  32. Que bonita e rica reportagem!
    Um beijo

    ResponderExcluir
  33. Oi Lúcia,boa tarde!
    Que cidadezinha aconchegante.
    Gostei da Igreja matriz;
    e que praça linda!
    Bjs \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Clau
      Também acho, é uma graça, a matriz, então...
      Deve ser gostoso, morar aí..né?
      Obrigada, por vir sempre, beijo!

      Excluir
  34. Lucinhamiga

    Creio que não recebeste o meu imeile em que te informava que tive uma doença estranhíssima pois não falava, nem ouvia, nem tinha movimentos e si lá o que mais.
    Fui de ambulância ao Hospital de Santa Maria, onde me fizeram análises ao sangue e à urina, um electroencefalograma, uma TAC e ao fim de onze horas que lá passei sempre acompanhado da minha querida Raquel, saí curado, mas afinal os médicos não conseguiram saber o que era aquela estranha doença!!!!!!!

    E agora um outro assunto: nunca mais foste à nossa TRAVESSA onde está a decorrer um novo PASSATEMPO/CONCURSO até ao dia 15 deste mês, com os habituais prémios: Folhinhas indianas com figuras que creio que já recebeste «noutras eras»...

    E também abri uma no secção ORA AGORA, VIRA em que escrevo contos policias, com crimes e sexo...

    Se com isto te abro o apetite, vê se lá vais lá...

    Xêros da Kel e qjs para tu

    H

    ResponderExcluir
  35. Querida Lúcia
    Fico muito feliz por ter andado a ver o meu blog e não comentar só a última publicação.Como eu tinha,hoje,dois comentários seus,também fui passear pelo seu blog,para visitar uma cidade que ainda não conhecesse. Faço aos outros o que gosto que me façam.Não respondi ao seu comentário,porque vem sempre tudo para trás.
    Em relação às Bodas dos meus pais,sinto-me uma privilegiada por ainda os ter comigo e peço a Deus que mos conserve ainda por muitos anos. Fico feliz por saber que os seus também tiveram um casamento bem sucedido.
    E também ficou a conhecer as minhas netas! A mais nova está na mesma; a mais velhinha é que já está mais crescida,porque essa foto já tinha uns tempos. Muito obrigada pelo interesse demonstrado.
    E, por conta dos comentários,tive a possibilidade de,numa mesma semana,visitar duas cidades brasileiras.Desta vez fui até Ararendá e gostei das imagens, da referência à sua localização,da etimologia do seu nome,do trabalho do entomólogo francês,de tudo.Só não sei para que,na volta,precisava ele de 6 índios.Parece aqui um dos nossos ministro que tem 13 motoristas!!!
    Gostei do passeio de moto,passei por um cavaleiro e vi muitos bovinos à solta.Mas, o que mais me encantou foi esse verde,em locais desabitados. Se fosse aqui,já estava tudo queimado. Esse verde faz bem à alma.
    Ainda não perdi a esperança de,im dia,voar de asa delta,acompanhada de um profissional,claro está !E agora, ainda fiquei com mais vontade,só espero aterrar no chão e não sobre árvores.
    Muitos parabéns por mais esta magnífica reportagem.
    Bom fim de semana
    Beijinhos da
    Beatriz

    ResponderExcluir