quinta-feira, 22 de novembro de 2012

RESUMO, DA " PAUSA"...:

PLANALTO CENTRAL X LITORAL

Em Brasília:
 
Brasília , em 2010, no "Museu  B. de Paiva". 

No último dia dois, "desliguei-me" do computador, concedendo-me uma "pausa", como que me libertando da rotina que há muito vinha mantendo, por força das obrigações domésticas e do trabalho de servidora pública, sempre na Educação, por mais de quatro décadas. Para quem vem acompanhando os meus escritos, Da Cadeirinha de Arruar, sabe bem a que me refiro, nestas minhas primeiras palavras...

Fui à Brasília, para comemorar, junto ao meu irmão mais velho, José Maria  ( Zemaria, para mim, B. de Paiva, ou, simplesmente B., para muitos), que completou 80 anos de idade, no dia 6 de novembro em curso. Como eu completara 70 anos, em 16 de outubro passado, fizemos alguns brindes, entre parentes e amigos, lá, na Bela Capital Federal... 
- Foram momentos de pleno contentamento, acreditem!

Nos últimos 20 dias, "mergulhei", de corpo e alma, no imenso acervo que o mano possui, num casarão cedido por um amigo cearense, num sítio bem afastado do mais que cinquentenário "Plano Piloto". Já está bastante organizado, o tal acevo, que  "batizamos" com o nome provisório de "Museu B. de Paiva". Nestes dias passados, desta minha badalada "pausa", dei um pouquinho da minha colaboração arquivística, organizando, a pedido do B., uma grande quantidade de fotos, tanto da nossa família, quanto de suas produções em teatro, cinema e televisão e mais dos cargos que ocupou por este Brasil afora, em diversos setores culturais...
Para quem já me conhece, é possível imaginar o tamanho do prazer que esta "bendita pausa" me proporcionou.
José Maria Bezerra Paiva, em foto recente, junto ao seu acervo,
reunido ao longo de 65 anos, dos seus 80 de vida, dedicados à Cultura
 e à Arte,especialmente às Artes Cênicas, iniciada aos 15 anos de idade,
no quintal de nossa casa, à  Rua Barão de Aratanha, no centro de Fortaleza...
Retornei ontem de Brasília, já com a promessa de retornar outras vezes, para trabalharmos juntos, o mano B. e eu, na organização de de seu "museu", que também faz parte da minha história. 
Confesso agora, a quem me acompanha nesta "cadeirinha", que meu maior sonho é trazer o "museu" com o seu dono, de volta à terra: 
Fortaleza, é o lugar ideal, para abrigá-los...aqui, é o "berço" de todos os sonhos, dos que foram realizados e dos que ainda são sonhados!

Em Fortaleza:

Chegado à Fortaleza, antes mesmo de abrir as malas, abri as correspondências acumuladas no escaninho. De todas, a que mais me deixou feliz foi um livro enviado por um potiguar, meu querido amigo ("blogueiro", genealogista...), Ormuz Barbalho Simonetti:
Capa do livro "A Praia da Pipa do tempo dos meus avós", do jornalista
pesquisador, historiador, genealogista, Ormuz Barbalho Simonetti (um primor!)
A dedicatória do autor, para mim, emocionou-me sobremaneira. Na obra, "A Praia da Pipa do tempo dos meus avós" ,Ormuz reuniu trinta de suas crônicas, já publicadas no seu blog "Genealogia e História" ,(www.ormuzsimonetti.blogspot.com.br), e no jornal "Tribuna do Norte", de Natal.
A Praia da Pipa é uma das mais belas do litoral sul do Rio Grande do Norte. A poucos quilômetros dali, fica a Barra do Cunhaú, junto à Vila- Flor, no município de Canguaretama, de onde emigraram para o Ceará, minha bisavó paterna, filhos e enteados, depois de ter o marido assassinado, em 1842, e cuja "saga" da família (Paiva),já publiquei nestas páginas da "Cadeirinha de Arruar"...
Praia da Pipa, no litoral sul do Estado do Rio Grande do Norte, no
Nordeste Brasileiro. (Google).
Praia da Pipa, de rara beleza.
Quero aqui desejar imenso sucesso, ao amigo Ormuz Simonetti, indicando aos que aqui comparecem, o seu formidável blog, acima citado, como também uma visita à Praia da Pipa. Enquanto aguardam a oportunidade de lá chegarem, busquem no youtube vídeos da bela praia e uma entrevista recente, com Ormuz, sobre o lançamento de seu super interessante livro "A Praia da Pipa do tempo dos meus avós".

Para concluir, trago um vídeo, com uma música, cuja letra é relembrada por Ormuz Simonetti, na crônica " Saudosas Lembranças 1", do seu livro, da página 89 à página  93. "João Valentão", de Dorival Caymmi, também faz parte de minhas saudosas lembranças. Nesse vídeo,"João Valentão"  é interpretada por Nana Caymmi, filha do compositor. 

.........

(...) É quando o sol vai quebrando,
lá pra o fim do mundo pra a noite chegar
É quando se ouve mais forte o ronco das ondas na beira do mar
É quando o cansaço da vida, da lida obriga João se sentar
É quando a morena se enrosca, 
se chega pro lado querendo agradar
Se a noite é de lua, a vontade é contar mentiras, é se espreguiçar
Deitar na areia da praia que acaba onde
a vista não pode alcançar
E assim adormece esse homem que
nunca precisa dormir pra sonhar
Porque não há sonho mais lindo do que sua terra, não há
João Valentão
(Dorival Caymmi)



**********
Estarei de volta, na próxima semana. Um abraço!

98 comentários:

  1. Puxa, gostei de saber da ideia de trazer seu irmão e o acervo para Fortaleza. Vocês poderiam fazer maravilhas trabalhando e pesquisando juntos!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Para tanto, Bonavides, seria importante que algum "órgão público" ligado à Cultura (teatro e tal...) "abraçasse" a ideia. O acervo é imenso, precisando de espaço e "cuidados" para a preservação. Estou buscando um "padrinho"...rsrsrs.

    Obrigada,beijos!

    ResponderExcluir
  3. É o que eu estou aqui pensando, Lúcia! Onde está "órgão público cultural" para apoiar e resguardar tão magnífico acervo! Onde fica a "memória" do nosso país? Investimento em Cultura e Educação? É revoltante.
    Parabenizo-a e fico na torcida de "patrocínios" por tão nobre causa!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Célia, amiga, até que existem por aqui, mas depende muito do "interesse político" na "empreitada"...O B. tem uma memória de vida, dedicada à Cultura, apenas...É importante, ir em busca.
      Obrigada, por vir sempre à Cadeirinha, gosto da sua presença!

      P.S.: Não estou conseguindo registrar cometário em seu blog. Algo mudou, no processo que eu não entendo. Beijos!

      Excluir
  4. Ô, COLEGA LÚCIA...QUE LINDOS VOCÊ E SEU IRMÃO NA FOTO. QUE FOFOS!! MEUS SINCEROS PARABÉNS AO DOIS PELA IDADE MARAVILHOSA E PELO LINDO LAÇO DE IRMANDADE!
    ADOREI AS FOTOS, OS QUADROS, A CORTINA!! SOU UMA SAUDOSISTA ASSUMIDA.
    NÃO VEJO A HORA DE CHEGAR AOS 101 ANOS... SE DEUS PERMITIR, AINDA VOU VER MUITA COISA NESSA VIDA!!
    UM ABRAÇÃO ESPECIAL PRA VOCÊS!! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega DONA. Agradeço o seu carinho e fico feliz com a sua passagem e palavras. Combinamos, no saudosismo, também assumo, com imenso prazer.
      Pretendo passar de um século de vida, certamente nos encontraremos por longo tempo.

      Um carinhoso abraço,
      da Lúcia

      Excluir
  5. Que beleza de momentos e fotos e estar com a família é lindo! E posso imaginar o quanto mergulhaste nesse Museu da família. Deve ter valido a pena mesmo!! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São momentos inesquecíveis, prazerosos. É como navegar em águas plácidas. Valeu muito, vale sempre!
      Obrigada, chica, beijinhos...

      Excluir
  6. Muito gostoso sentir emoção,
    carinho e familia.

    Você merece dias felizes pra sempre!


    super beijo

    Margoh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada se compara, amiga Margoh.
      Agradeço, com emoção, o seu carinho.
      Beijinhos,
      da Lúcia

      Excluir
  7. Já pensou que blog maravilhoso você e seu irmão poderiam manter juntos, Lúcia? Tomara que você consiga convencê-lo a ir morar em Fortaleza. Fiquei encantada com a praia da Pipa. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu irmão não suporta internet, eu entendo muito pouco mas, nada impede de eu procurar me "aperfeiçoar" e, juntos, arruarmos juntos, por este caminho tão prazeroso, que atinge a tanta gente. É compensador!
      A Praia da Pipa é um paraíso, de tão linda...vai lá, amiga!
      Beijinhos, com carinho,
      da Lúcia

      Excluir
  8. Momentos maravilhosos você viveu com o trabalho para o museu, onde o seu sonho é vê-lo com seu dono em Fortaleza.
    Beijos. Tenha um lindo fim de semana.
    Élys.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foram mesmo, Élys amigo. Para mim, é um manancial de belas recordações. Grande parte do que alí está, vivenciei com o mano. Espero conseguir o meu intento, transferindo acervo e dono para a terra amada, nosso berço.
      Bom final de semana
      Beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  9. Olá Lúcia.....
    Mas que "pausa" encantadora....!!!
    Imagino o prazer imenso que teve ao "mergulhar" de cabeça nessa grandioso Museu do seu mano.....!!!!!
    Mas ainda que está de volta Lúcia....!!
    Eu já tinha saudades dos seus escritos, das suas histórias....
    Um abraço e um bom fgim de semana
    Albertina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando intitulei "Resumo da pausa", é por ter comparado o período, em Brasília, a uma Ópera... rsrs.. Já fui dirigida pelo mano, em teatro, e foi como uma preparação de uma peça que, espero, tenha logo a sua estréia rsrs.

      Bom final de semana, Albertina,forte abraço, da Lúcia.

      Excluir
  10. Lúcia,
    Que alegria tê-la de volta aqui na Cadeirinha,já estava com saudades (rsss), mas o importante é que foi bom pra você. Rever o irmão querido e ainda poder estar entre todo aquele acervo. Bom demais, não é mesmo?!
    Leve mesmo B. de Paiva de volta para a terra natal. Brasília é a capital mas, quem tem mesmo a cara do Brasil é essa "menina" Fortaleza.
    Que presente valioso, o livro do Ormuz falando de um tempo de avós. Vou lá conhecer o blog dele.
    Gosto de João Valentão (Dorival Caymmi, tudo de bom)
    Você está linda nesta foto!
    Xêro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A alegria é recíproca, em tê-la na Cadeirinha, quanta saudade, amiga! Foi boa demais, esta "pausa", realizo-me bem em museus, mais ainda com memórias conhecidas, familiares. Espero trazer o mano, senti que é isso que ele deseja.
      Conheci o Ormuz logo que passei a frequentar os blogues.Alguns dos meus comentários, ele publicou no livro. Muito interessante, o livro dele.
      Gosto dos Caymmi, pai e filhos:cantei muito, João Valentão.
      Obrigada, pelo "linda", amiga!
      Xêro

      Excluir

  11. Querida Lúcia

    Estou encantada!Eu a pensar que estaria a descansar e a apanhar Sol numa dessa belas praias, na Praia da Pipa por exemplo, e eis que a menina esteve esse tempo todo a trabalhar...

    Mas um trabalho assim, organizando, seleccionando, arquivando material desse, da história da família, nem trabalho é, é puro prazer, não é? Gostei de ver o mano B.,e todo esse manancial de saber, uma vida dedicada à Arte e à Cultura.

    Estou rendida a essa Família maravilhosa da qual a minha querida amiga faz parte.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida amiga Olinda, neste tipo de trabalho, descanso. O Sol, era preciso, mas haverá tempo. Foi só o começo, da aposentadoria. A Praia da Pipa, que me espere. em breve irei a ela e a muitas outras.

      A família, "fabricou" bem muitos de seus rebentos,fazendo brotar o gosto pelas artes e outros "talentos". Sinto-me privilegiada, em poder apresentar alguns.Não tenho modéstia, para falar da "Família maravilhosa"...ela é, mesmo rsrs

      Obrigada, beijinhos,
      da lúcia

      Excluir
  12. Oi, Lúcia, pelo jeito você voltou com a corda toda ...com esta linda postagem de afeto familiar que concilia tantos interesses em comum.Que bom ter irmãos de sangue e de alma e você vê que aposentadoria bem usufruída é uma oportunidade de resgate de nossos antigos sonhos.Para mim tem sido assim e o blog é um deliciosa maneira não só de me lembrar de outros tempos e experiências mas também fazer um balanço de como pensava e de que outras avaliações eu posso fazer agora com novos aprendiazados.Perder um pouco da rigidez que o exercício profissional exigia e voltar ao
    tempo da delicadeza (rs).Obrigada pelos comentários, achei que você iria gostar pois somos da mesma geração.Você tem o dom de despertar em mim a Emília do Lobato que soltava o palavreado.Um abraço











    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imensa corda, Guaraciaba.O afeto, também imenso, é inegável. Desde que "éramos seis", e mais pai e mãe, avós também, que este afeto foi crescendo e se tornou infinito, apesar da ausência de muitos...Nada vale mais.
      Tem razão,você, em indicar o blog como um dos responsáveis por permitir que possamos trazer à tona tantas lembranças e acrescentar um mundo de novas descobertas. O Ormuz Simonetti, se refere ao tempo ido de "tempo da delicadeza" em seu precioso livro.
      Que felicidade,poder despertar a Emília de Lobato, em você, este encanto de personagem que povoou a minha infância. Obrigada!
      Um abraço!

      Excluir
  13. Gostei do seu regresso. Fico contente com a sua felicidade.
    Beijinho grande e um também para o irmão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Maria da Fonte, obrigada, estou feliz com sua vinda tão carinhosa. Beijos!

      Excluir
  14. Olá Lúcia,
    Família é tudo. Uma pausa às vezes se faz necessária Que belos lugares! Um ótimo retorno você!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Zélia
      Nada se compara à família. É nela que busco o meu "sustento espiritual". Obrigada, pelo carinho. Beijos!

      Excluir
  15. Querida Amiga:
    Fico feliz com o seu regresso e por saber que está com projecrtos que a animam, que lhe imprimem vitalidade. Haja Deus!
    E gostei de "conhecer" o seu irmão José Maria. Um dos meus filhos chama-se precisamente José Maria.
    Um forte abraço para si, minha Querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Isabel querida.
      Já de volta, cheia de ideias e lembranças que trasformo em escritas para compartilhar. Bom saber, que seu filho se chama José Maria, temos este nome em comum, agora, além da amizade que já nos une.
      Meu carinho, num forte abraço, querida amiga.

      Excluir
  16. você é essencial nesta net maluca de facebook...
    aprecio a sabedoria,aprecio demais seu interesse histórico e é incrível a história de seus familiares!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vemos muita maluquice na net. Procuramos trazer algo mais "palpável e palatável".Família é assunto que me agrada falar e considero bom para todos.
      Obrigada, Ricardo, por vir aqui e me falar assim.
      Um beijo!

      Excluir
  17. Oi Lúcia!
    Mulher vencedora!
    Seu blog é uma lição a todos os garotos que não querem nada com a vida.
    Excelente postagem, viajei...
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Considero-me sim, uma vencedora. Sempre gostei do que fiz e do que faço. Ponho amor, em tudo, sempre.
      Obrigada, Dorli, beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  18. Fez bem em fazer uma pausa. O meu avô chamava-se José Maria.
    Um feliz fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pausa foi muito boa, Elisabete. Bom saber, que seu avô chama-se José Maria. Lá em cima, a Isabel Maria disse que um de seus filhos é José Maria. Minha mãe, chamava-se Maria José. Na família toda há muitos José e Maria.

      Feliz final de semana e beijinhos,
      da Lúcia

      Excluir
  19. Sempre empenhada na busca das suas raízes. Felizmente que assim é já que graças ao seu empenho ficamos a conhecer uma parte da história do Brasil.
    Um abraço e bom domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, elvira! Empenho, é comigo mesmo, quando o assunto é raízes. Obrigada, amiga, seu comentário é muito importante para mim.
      Boa semana, um abraço.

      Excluir
  20. OI LUCIA!
    TUA POSTAGEM ESTÁ FENOMENAL.
    EM PRIMEIRO LUGAR, NOS EMOCIONANDO COMO SEMPRE COM A RICA HISTÓRIA DE TUA FAMÍLIA E DESTA VEZ NOS FAZENDO CONHECER TEU IRMÃO O "B", A QUEM DESEJO MUITA SAÚDE, PARA CONTINUAR ESTE TRABALHO LINDO DE RESGATE DO PASSADO.
    AS FOTOS QUE POSTAS DA PRAIA DE PIPA CHEGAM A EMOCIONAR PELA BELEZA NATURAL QUE IRRADIAM.
    O VÍDEO COM A NANA CANTANDO CAYMMI, ENCERRA COM CHAVE DE OURO TEU POST.
    ABRÇS AMIGA.

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Lani. Gosto de contar os fatos familiares, de ontem, de hoje e de sempre. Conforta-me! Estou "lutando" para preservar a história, nos escritos e nos objetos catalogados ao longo de tantos anos.
      A praia da Pipa é belíssima Já lá estive. Que bom, que gosta dos Caymmi!
      Um abraço, querida amiga,
      da Lúcia

      Excluir
  21. Olá Lucinha:
    Como de costume, adorei o texto e as fotos.
    Ainda bem, que tudo correu como queria.
    Está aqui muito frio e chuva.
    Falei com o Henrique na semana passada. Não fiquei muito animada. A crise está a custar a passar. Está triste, pouco falador, desinteressado.
    Abraço grande, maninha brasileira.
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maria querida!
      Obrigada, por vir aqui. Lisboa com frio e chuva e aqui com calor e muito sol. Venha pra cá, se gosta de sol!
      Bom saber do Ferreiramigo, mas me entristece, o seu estado de desânimo. Nem sequer responde aos e-mails.

      um beijo, minha mana portuguesa.

      Excluir
  22. Minha querida Lúcia,

    Que relato emocionante, amiga! E como deve ter sido gratificante ajudar teu irmão nesta doce empreitada...os dois devem ter se sentido de volta aos tempos da infância. Se teu irmão está tão realizado neste sítio dificilmente terá vontade de deixá-lo...o melhor seria ires lá mais vezes,não? Desculpe a invasão, tenho mania de dar palpites...
    Achei o lugar lindo e gostaria muito de conhecê-lo...quando estará aberto?

    Quanto ao livro de teu amigo, deve ser muito bom também...gosto de relatos deste teor.

    Foi bom te ver de volta, amiga...e te ler é um prazer inenarrável.

    Bjsssssss,
    Leninha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leninha, eu já estava com saudades.
      Obrigada, amiga, pela vinda e carinhos comentário.
      A empreitada foi maravilhosa. Quanto a mano, ele não mora no sítio, mora na Asa Sul de Brasília, em apartamento. O espaço onde está o seu acervo é que num sítio, nos arredores do Distrito Federal. Não há como ele ficar lá, até porque ele próprio quer voltar à Fortaleza, sua terra natal.Lugar mais apropriado para ter e preservar a sua "história" de vida, representada nesse acervo.
      O livor do Ormuz, é maravilhoso!

      Um beijo, cheio de carinho,
      da Lúcia

      Excluir
  23. Lucia
    Seu irmao eu ja sabia, mas tinha esquecido faz aniversario no mesmo dia que eu
    Que bondade voce ter ido a Brasilia.
    Tudo o que nos contou foi otimo.
    um abraço Monica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembro que você me disse, no ano passado, Moniquinha.
      Não foi bondade, foi prazer e carinho, pelo mano. Também gosto desse tipo de "tarefa", você sabe!

      Obrigada, pelo carinho.
      Beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  24. Oi amiga é um prazer estar de volta a sua pagina. Que bom este passeio que virou mais uma meta de sua linda historia que vai montando belamente aqui pela cadeirinha.Sempre ouvi amigos elogiando esta praia e o livro dever ser bem interessante.Penso que esta correta em relocar o museu para Fortaleza e que possamos um dia visita-lo.
    Uma linda semana a voce.
    Meu carinhoso abraço de paz e luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que prazer, Toninho!
      O passeio foi delicioso e muito significativo.
      O livro do Ormuz é muito interessante, a Pipa é uma praia linda.
      Estou fazendo o "impossível" para instalar o museu do B. aqui na terrinha. Espero um dia receber a todos aqui.
      Muita paz, amigo, forte abraço.

      Excluir

  25. Olá Lúcia,

    Parabéns pelo níver, embora com certo atraso. Parabéns também ao irmão, tão bem em seus 80 anos. Que Deus os abençoe sempre!
    A Praia da Pipa tem uma visão maravilhosa. Linda mesmo.
    Uma pausa de vez em quando é bem salutar. E a sua ainda está lhe rendendo bons frutos.
    Muito bom tê-la de volta com seu riquíssimo espaço.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Verinha.
      Vale à pena ir à Praia da Pipa.
      Nada como uma pausa que nos causa prazer. Tenho ido todos os anos (nos últimos 3 anos) à Brasília. Gosto de estar com o meu irmão e "curtir" os objetos e alfarrábios de seu acervo.

      Um beijo, amiga!

      Excluir
  26. Ola amiga,
    fez muiiiito bem a vida é uma somente e temos que desfruta-la super parabens aos dois que idade linda vcs tem...que possam festejar muiiiitos mais.beijocas
    Amei as fotos o Brasil é mesmo terra de mil encantos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devemos aproveitar cada segundo, da nossa vida. Quem ultrapassa os 70 tem sempre esperança de chegar aos 100...eu tenho, (rs)... Obrigada, amiga, pelo carinho.
      Beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  27. Uma amiga me falou de si
    Desculpe a "invasão" Mas não resisti a instalar-me. Voltarei com mais calma!
    Parabéns pelo que li e não foi tudo!
    Bjis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Túlia, seja bem vinda!
      Invasão nenhuma, é sim um imenso prazer, a sua vinda.
      Volte sempre que desejar. Obrigada, querida!
      Beijos...

      Excluir
  28. Minha amiga uma pausa maravilhosa, rever o irmão e ainda ajudar a organizar o vosso "Museu de familia", de certeza que foi bem reconfortante.
    Bom regresso.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha amiga Maria, é sempre prazeroso, tê-la aqui.
      Tem sido muito bom, essas minhas estadas m Brasília, ao lado do mano, "curtindo" as papeladas tão queridas, tentando preservar este acervo para as novas gerações continuarem a valorizar a família.
      Obrigada, beijinhos,
      da Lúcia

      Excluir
  29. Nossa,que mãos lindas tu tens...com tua idade és maravilhosa e teu irmão...um pão...com o devido respeito...rsrsrsrs...
    Amei em saber de tua "desligada",de como curtistes esses dias,amo demais esse teu jeitinho de amar e respeitar teu passado,teu presente e sonhando com teu futuro.
    Tu és abençoada por DEUS.
    Gostaria muito de visitar o museu.
    Até vou falar com maridão para a gente dar um pulo por aí.
    Se por acaso teu irmão fizer um filme de tudo que ele vivenciou,diz que "estrela",ele nem precisa se preocupar de achar...ESTOU AQUI...ksksksksksks...
    Eu me encanto com tudo que escreves e descreves.
    Beijão...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca reparei nas minhas mãos, obrigada...vi agora que elas têm boa "estética" rsrs..talvez pelo uso "adequado" que teve nestas setenta décadas rsrs (fizeram muitos carinhos, Crista querida...).Meu irmão, é esmo um pão, na próxima postagem você vai vê-lo (ao vivo) há 12 anos atrás...
      Quando o museu estiver aqui você virá. Mas você pode ir à Brasília, é só fazer contacto com o B.!
      Tenho certeza, que ele gostaria de dirigir a estrela que é você.
      Obrigada, minha linda amiga...beijinhos

      Excluir
  30. Linda essa amizade
    tão difícil de encontrar
    em especial na família.

    Estranho não?
    Mas verdadeiro, sim!

    Felicidades

    Maria luísa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A amizade, em família,é tão importante!
      É verdade, muitas vezes ocorrem animosidades,
      principalmente quando o $ entra em disputa.

      Obrigada, Maria Luiza,
      Um abraço,
      da Lúcia

      Excluir
  31. Você cuida com carinho do acervo familiar, tão rico! Isso é por demais importante. Um museu abriga e eterniza o que a lembrança não consegue reter.
    Vejo que sua pausa foi útil e prazerosa, proporcionando alegrias a você e seu irmão. E cumprimento-a pelos planos que alimenta. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito precioso para mim, esse acervo. Conta a nossa história. Nossos descendentes, com certeza, serão os maiores agraciados. Diria que foi uma "curtição", essa
      minha pausa.

      Obrigada, Marilene, pela vinda.
      Beijos!

      Excluir
  32. A sua postagem deixou-me sem saber bem o que escrever.
    É um manancial de coisas lindas , de belas recordações e de muita, mesmo muita, felicidade.
    Senti, no fundo do coração, todos os sentimentos que encontro em cada linha do seu escrito.
    Parabéns.

    Só uma curiosidade, somos ambos balanças (Libra) a Lúcia de 16 e eu de 15 de Outubro.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por já conhecê-lo há algum tempo, Manuel, acredito na sua sinceridade. Sei o quanto você aprecia este gênero de escritos, pelas crônicas fantásticas que leio no seu agradável espaço. São "causos" que envolvem tramas familiares, com personagens fabulosos. A minha é real, mas tem ingredientes "estranhos"...Obrigada!

      Quanto a sermos "vizinhos" no mês da balança, é bem curioso. Temos afinidades, até no "equilíbrio" da balança. Gostei de saber! Parabéns!
      Beijo!

      Excluir
  33. Muito obrigada pelas suas palavras no meu blogue.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  34. Lúcia, minha querida!!!
    Você é a história VIVA de tempos bem vividos e cheios de emoção. Quantos acervos, quantas memórias guardadas. Lindo demais...
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conto a história antiga e os momentos mais recentes. O prazer, Malu, é imensurável, maior que o acervo, que vem crescendo com a vida vivida à cada dia...Será a herança, para a atual e futuras gerações. Obrigada, amiga,beijos!

      Excluir
  35. É bom tê-la de volta.

    E foi agradável ver as fotos de Fortaleza e recordar a estupenda temperatura da água e as belas paisagens e o andar de boogie e as pessoas tão calorosas.

    O meu grato abraço,desejando sucesso para esse seu trabalho com o mano mais velho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, você aqui, São!
      As fotos acima, são no Rio Grande do Norte, da bela Praia da Pipa. Por ser um Estado vizinho a Ceará, possui semelhanças, na paisagem, também se anda de "boogie", a água é morna e o povo é muito caloroso. Alí, tenho as minhas raízes paternas.

      Obrigada, um forte abraço!

      Excluir
  36. Um momento intenso de amor e carinho entre dois irmãos.
    Lembranças comuns,lindas de ler.
    Beijo.
    isa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito intensa, essa fraternidade perene, desde sempre e para sempre. Obrigada, Isa querida.
      Beijo,
      da Lúcia

      Excluir
  37. Foi bom ver-te por cá de novo. Fico feliz que os teus dias de descanso tenham sido muito proveitosos e que tenhas curtido bastante a presença do teu irmão. Espero também que consigas realizar o teu sonho de trazer as tuas raízes para a tua terra. Gostei de te ver na foto; assim já te " conheço". Um beijinho, amiga e até breve. Fica bem.
    Emília

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gostei de voltar, a saudade já era grande. Foi muito proveitosa essa "pausa" juto ao mano. Quero realizar o sonho, eu sou muito persistente.
      Obrigada, Emília, é sempre um prazer, tê-la aqui.

      Um beijo,
      da Lúcia

      Excluir
  38. Lucia, me emocionei com a bagagem cultural do seu mano. Sucesso no museu. Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eder. É imensa, a bagagem!
      Obrigada, por vir.
      Beijos

      Excluir
  39. Que post maravilhoso! Adorei seu blog! Parabéns mesmo! Bjs

    ResponderExcluir
  40. feliz pela sua pausa

    e pelo seu mano B!


    beijinhos, Lúcia

    ResponderExcluir
  41. Minha querida, conhece aquela "morna" de Cesária Évora, lindíssima, "Saudade"...?
    Pois foi com uma especie de morna que senti uma nostalgia pela sua ausencia, com a promessa de vir deixar um abraço. Um dia após outro que emenda no outro que fica para o outro...sabe, não sabe?
    Mas cheguei e nunca vou faltar! Ah, esta cadeirinha tem o encanto dos contos de fadas e histórias sempre a aparecerem tão cheias de estórias!
    Que bom querida Lúcia que voltou com a bagagem recheada com a ajuda do mano. Excelentes fotografias que guardam ainda o porte- sim, disse porte - de os Srs de antes! Respeito e admiração é diferente de orgulho que se for bem gerido é isso que tem que sentir: Orgulho por uma família dedicada ás artes e cultura.
    Sabe bem ver uma casa assim recheada de história. E que haja quem a preserve.Bem haja pois querida amiga por partilhar connosco tão maravilhosos momentos.
    A praia de Pipa? Aqui adoram ir lá passar férias.É um dos destinos mais procurados. Esses azuis entontecem!
    Um grande abraço querida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha outra querida Manu. Conheço e adoro a "Sodade" dessa cantora maravilhosa.
      Com certeza, é uma perfeita moma, quando gostamos e sentimos a falta do que gostamos. Também sentí, apesar de ter adorado a minha "pausa".
      Tenho sempre essas histórias, que vão brotando e se misturam com o presente.

      A praia da Pipa é muito conhecida lá fora. Isso é bom.
      O azul é belíssimo, além da água morninha.
      Obrigada, amiga.
      Beijinhos

      Excluir
  42. Só pela foto que vc colocou do seu irmão perto do acervo dele, deve ser muito grande! Trabalho gostoso deve ter sido relembrar tantas estórias de vocês e do trabalho dele. Tem que trazer ele mesmo para Fortaleza!
    E que linda capa desse livro que vc ganhou de Pipa. Não conheço, mas dizem que é lindissima mesmo!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  43. Olá Lúcia,
    Muito obrigada pela visita que fez ao meu blog. Hoje vim visitar a sua "Cadeirinha de Arruar" e estou encantada com o que li e vi. Gostei muito do reencontro com o seu mano
    para organizar o acervo cénico-cultural para fazer parte do Museu da Família. Vai ser muito bom para ambos partilharem esses conhecimentos e poderem formar um Museu com tanta história da família. Também estou a fazer a árvore genealógica da minha família, juntamente com uma irmã minha.
    Vou visitar o blog "Genealogia e História" que recomendou, e que irei gostar com certeza. Vou também continuar a explorar a sua Cadeirinha, pois os temas genealogia e história de famílias encantam-me.
    Obrigada pela sua visita que tão gentilmente me fez e volte às minhas criatividades sempre que lhe der prazer.
    Um beijinho e um abraço de Portugal.
    ME


    ResponderExcluir
  44. Obrigada pela visita e comentário.
    Mas este post está ótimo. Nada como contar nossas histórias. E quanto mais conteúdo maior será.Deve ser uma maravilha este acervo.
    Bom final de semana. Bjs. Edna.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só hoje, Edna, deu para vir cometar o seu comentário. Sempre o faço, a todos. Agradeço, por ter vindo e pelos elogios. Cada pedacinho do acervo dá muitas histórias, daí a maravilha.

      Boa semana, beijos, da Lúcia

      Excluir
  45. Que delícia de postagem! Uma casa daquele jeito, recheada de história, ao lado do mano querido... as belezas naturais - foi uma pausa mais que restauradora. Obrigada pela partilha, tão bonita e finalizando esplendidamente com a linda música de Caymmi.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dalva. Foi muito prazerosa, esta minha "pausa".
      São muitas, as histórias alí contidas. Realizo-me, o mano também e nos divertimos,recordando uma passado quase comum, em várias fases de nossas vidas.
      Obrigada, por vir.
      Beijos.

      Excluir
  46. Olá amiga. Que beleza saber de seu irmão José Maria Bezerra Paivae seu maravilhoso acervo cultural. Também moro em Brasília e fico feliz em saber que aqui existe tanta coisa bonita e respeitável. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria José. Só agora, vi este seu cometário.
      Este acervo do mano é imenso, "conta" toda a sua vida.
      Ele mora há mais de 20 anos, em Brasília. De vez em quando passa temporadas em Fortaleza.
      Obrigada, por vir e comentar.]
      Beijos!

      Excluir
  47. Oi, Lucia!

    É sempre bom voltar aqui, e saber das novidades! Parabéns ao seu querido irmão, tanto pela passagem do aniversário, quanto por este trabalho bonito, o Museu, que certamente enriquecerá ainda mais a nossa cultura. Se estivesse no seu lugar, também adoraria participar desse projeto.

    Um grande abraço, amiga
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Socorro.
      Obrigada, amiga. Aí estão as novidades: um irmão mais velho, com um acervo enorme...toda uma "bagagem de vida". Preciso trazer este museu para Fortaleza. Agora, é ponto de honra.

      Um forte abraço,
      da Lúcia

      Excluir
  48. Olá Lúcia! Adorei tua visita e por deixar um lindo comentário. Que bom que navengando na net encontrou o meu blog. Sorte minha que vim conhecer o seu e estou amando. Família é tudo, é a nossa base e você valorisa isto, parabéns!! Linda sua atitude para com teu mano que é um exemplo de cultura!! já estou ficando e com certeza voltarei mais vezes. Convido você a conhecer o meu, será um prazer te ver lá. Abraçoss fica na paz de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu blog é muito bom, Lourdes.Espero ter tempo para ir lá assiduamente. Falar da família, é um dos meus "passa-tempo" preferidos. Este mano, tem um rica experiência no teatro e vem acumulando objetos que contam a sua história de vida.

      Um forte abraço.

      Excluir
  49. Voltei. Andava com saudades de beber desta cultura. beijo grande de Portugal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, minha querida Maria da Fonte. Vi ontem, este seu comentário, "fui" a Portugal, visitar você e só agora estou a responder. Matei a saudade, na sua linda poesia.
      Beijo!

      Excluir
  50. Este selo-prêmio é para os blogs que se destacam pela Amabilidade, Gentileza, Beleza, Simpatia com os amigos e amigas em terras próximas ou distantes.
    Foi o presente que recebi do amigo RioSul,do blog: http://www.riosul2012.com
    Ofereço-te este presente e espero que gostes dele tanto quanto eu gostei.
    Se quiseres agraciar algum blog de tua preferência esteja a vontade... a quantidade de blogs você define, ok?
    http://1.bp.blogspot.com/-pe0f_dR55ww/UH3WSEREwSI/AAAAAAAAAzA/iFmT-Qwcvns/s1600/3691_471538499535726_1003839074_Liebster+Award.jpg

    ResponderExcluir