segunda-feira, 2 de março de 2015

FORTALEZA

Do CEARÁ: cidades de A a V ( LIX)...

Da guarita, vê-se "os verdes mares bravios, da minha terra natal"...

 O início da ocupação do território onde hoje se encontra Fortaleza - a cidade - data do ano de 1603, quando o português Pero Coelho de Sousa aportou na foz do Rio Ceará. À margem direita do rio ergueu o Fortim de São Tiago e deu ao povoado o nome de Nova  Lisboa mas, devido a vários fatores, como ataques de índios, falta de recursos e a primeira seca registrada na História do Ceará (1606 e 1607). 
 Esta cruz foi colocada na Barra do Ceará, no lugar onde teria
existido o Fortim de São Tiago, como marco da origem da cidade.
Pero Coelho acabou abandonando a região. Anos mais tarde, com o objetivo de expulsar os franceses do litoral do Nordeste, mais especificamente do Maranhão, chegou aqui o português Martins Soares Moreno (que tornar-se-ia personagem de "IRACEMA", romance de José de Alencar- como o "guerreiro branco"  : grifo nosso) quando reergueu e ampliou o Fortim de São Tiago, dando ao novo forte o nome de Forte São Sebastião. Em 1637 houve a tomada holandesa desse forte e em 1640 ua nova expedição holandesa construiu, à margem do Rio Pajeú, o Forte Schnenborch, começando, então uma "nova" história de Fortaleza, sendo responsável por seu começo o holandês  Matias Beck. Em 1654,  os holandeses forma expulsos pelos portugueses e o forte foi rebatizado como Fortaleza de Nossa Senhora de Assunção.

Desenho representando o Forte São Sebastião - obra do holandez
Frans Post, que fazia parte da expedição holandesa vinda ao Brasil.

No ano de 1699, uma ordem régia de Portugal, criava a primeira Vila do Ceará. Esta ordem não especificava qual o local exato da nova vila e por isso ela ficou sendo Aquiraz.
 Antiga Casa de Câmara e Cadeia de AQUIRAZ (a primeira Vila
do Ceará). Neste prédio, hoje, funciona o Museu de Arte Sacra.
Devido aos ataques de índios a Aquiraz, vila que se tornara a primeira comarca do Ceará, a transferência foi efetivada para o povoado que se formara junto à Fortaleza de Nossa Senhora de Assunção, que foi elevada à Vila em 1726.
Em 1759, o Marquês de Pombal expulsa os jesuítas da Companhia de Jesus e os aldeiamentos por eles formados se tornam vila, como e de Porangaba e São Sebastião de Paupina, passando às respectivas denominações de Vila Nova de Arronche e Vila Nova de Messejana. Um ano depois da Independência do Brasil, 1823, passou à condição de cidade, nomeada pelo Imperador D. Pedro I de "Fortaleza de Nova Bragança". No entanto, alguns anos depois retorna à sua denominação anterior, de quando era vila: Fortaleza de Nossa Senhora de Assunção, que passou a ser chamada, apenas, Fortaleza. O município tem 314. 930 quilômetros quadrados e a sua população foi estimada - 2014 - em 2.551.805 habitantes.Fortaleza, capital do Ceará, é 5ª cidade mais populosa do Brasil. (Caso lhe interesse, veja mais, na Wikipédia).
........................................................................................................
-Fortaleza mais antiga...
-Fortaleza da minha infância... 
-Fortaleza dos últimos tempos...
Na década de 1950, Fortaleza era assim...
A partir dos anos 1970 , cresceram as edificações....
Praça do Ferreira, no centro de Fortaleza, em foto de 1930, ainda
com belo coreto, sem coluna da hora. Obs. Os dois prédios do
centro da foto ainda existem (foto abixo).
Os dois prédios que aparecem na foto anterior (foto recente). 
Praça do Ferreira - foto de 1941...( em 1942, eu nascia ...).
Pela década de 50 era assim - a mesma Coluna da Hora...
As edificações altas foram surgindo, pelos anos 60...
A antiga Catedral da Sé (portuguesa) foi demolida em 1938 No mesmo
terreno, ergueram outra, "afrancesada"...: as duas poderiam coexistirem...
bastava que a segunda igreja da Sé tivesse sido erigida em outro terreno.
Catedral da Sé de Fortaleza. 
A Catedral da Sé de Fortaleza, sob outro ângulo, fica toda
iluminada, quando começa a anoitecer.
No bairro Benfica, considerado "bairro nobre" ,haviam muitas
chácaras e mansões, como esta, no século IX, inícios do XX
Desde os anos 50, a bela casa abriga a Reitoria da Universidade
Federal do Ceará (UFC). Há um campus da UFC, no Benfica,
com outras belas casas que foram preservadas...
Mansão construída no século IX , no bairro Benfica...
A mesma casa  de cia, do lado da Reitoria,  com pequenas alterações
 foi residência  e hoje propriedade da UFC funcionando  nela
hoje a Casa de Cultura Germânica da universidade.
Obs.: alterações nas muradas e na torrinha ...
Edificação da Antiga Assembleia  Legislativa, depois Faculdade
de Direito e hoje (há tempos) Museu do Ceará
Museu do Ceará . Do lado direito da foto, está a Praça General Tibúrcio
Cavalcante, conhecida como "Praça dos Leões".
 Como eu disse, acima, aí está a "PRAÇA DOS LEÕES", devido
à estátua dos leões, no centro da escadaria...-ontem e hoje!
Esse colégio, já teve vários nomes: Escola Normal Pedro II,
Escola Normal Justiniano de Serpa, Colégio Estadual Justiniano
de Serpa. Nele, com os dois últimos anos, cursei o Ginásio e o
Científico - de 1956 a 1963.À época, só pra meninas. Hoje é misto.
Colégio Estadual Justiniano de Serpa - Fortaleza - nele estudei 7 anos...
Para "matar as saudades do colégio onde estudei,menina - adolescente,
 deixei-me fotografar à sua frente, no belo jardim da praça.Essa praça
chama-se Praça Figueiras de Melo e é a mesma onde está a Igreja do
Pequeno Grande e o Colégio da Imaculada Conceição , que estarão 
nas fotos abaixo. Ficam defrontes.
Igreja do Pequeno Grande,construída do início do século XX,
ao lado do Colégio da Imaculada Conceição, pertencente à
Ordem de São Vicente de Paulo, de responsabilidade das Irmãs
de Caridade, que aí se instalaram por volta de 1870.  Nessa
Instituição, tornaram-se freiras três tias-avós paternas e duas tias avós 
maternas minhas. Nos anos 1920, minha mãe estudou nesse colégio.
Depois de inaugurada a igreja, a edificação do colégio foi ampliada.
O bairro cresceu, o colégio também: sempre muito bem conceituado, na cidade.
Em 2010, revisitei lugares que lembram a minha infância e juventude, na minha
amada Fortaleza. Estava acompanhada do meu irmão Maurício, que viera de 
Brasília onde morava à época. Atravessamos a rua e deixei-me fotografar à frente
do Colégio das Irmãs, cuja história se confunde com a história de minha família.
As duas  Caixas D'Água que abasteceram Fortaleza por muitos
anos, foram inauguradas em 1926, substituindo os chafarizes.
Nessa foto, tem-se a visão de toda a praça que, à época, 
chamava-se Praça Barão de Pelotas. Depois, foi denominada
Praça da Bandeira e hoje é denominada Prç.Clóvis Beviláqua,
Anos depois, construiram uma terceira caixa. Hoje estão desativadas,
e totalmente abandonadas, se deteriorando. Há um projeto para
que sejam tombadas, como patrimônio da cidade: há mais de um
século, as duas primeiras, fazem parte do cenário do centro...
Antiga  Estação Ferroviária Central de Fortaleza - denominada de
de Estação Prof. João Felipe, inaugurada em 1880, com a linha
Fortaleza -Baturité.  Na década de 1950 viajei muito de trem para
 Baturité. Sobre esse esse tema discorri , quando apresentei Baturité,.
Hoje, a estação está desativada, com projeto para se tornar um
complexo cultural da cidade. IMPORTANTE, que se realize!
Theatro José de Alencar que homenageia o mais ilustre escritor
da terra. Foi inagurado e 1910. A praça onde se localiza leva
também o nome do romancista de Iracema.
Trabalhei por sete anos na secretaria do teatro, que ainda funciona
na sala correspondente às duas portas da direita. Além de ter
interpretado alguns personagens, em seu belo palco. Na foto,
vê-se a fachada do belo teatro, ao se atravessar essas centenárias
portas, passando por imenso pátio, deparamos com o esplendor
de obra de arte, com estrutura de ferro vinda da França.
Em baixo está a chamada "plateia", com disposição coletiva das
cadeiras de palhinha. No segundo pavimento, os camarotes. As
frisas e balcão nobre, ficam no terceiro piso. Bem no alto,está a
 torrinha ou geral. Assisti à inúmeras peças da torrinha, quando criança.
Este belo detalhe, está logo abaixo do letreiro: máscaras,
representado a comédia e o drama, com a lira, da música.
Aqui se tem a visão interna, com palco, plateia, frisas, camarotes...
Em cada frisa, ou camarote, há nomes dos romances de José de
Alencar. Nessa foto, está "SENHORA"...(clique, para ampliar).
Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura: complexo moderno,
onde é oferecida grande variedade de eventos. Possui cinema,
teatro, anfiteatros, praças e um formidável planetário(cúpula cilíndrica)
Foi construído próximo à Praia de Iracema - tendo sido
preservados casarões antigos onde se instalaram restaurantes.
Ao lado esquerdo do planetário, vê-se os casarões antigos restaurados.
Em todo o espaço, à frente dos restaurantes, são expostas
grande quantidade de mesas e cadeiras. Finais de semana, 
em especial, as disputas por lugares , são constantes...
Esta bela estrutura de ferro "trabalhado" é o Mercado dos Pinhões.
Hoje, já não funciona com tal, e até mudou de bairro. Tornou-se 
 mais um espaço cultural, em Fortaleza, onde se realizam
 grandes eventos artístico -musicais.
Farol do Mucuripe, construído em 1840 a 1846, por escravos, no 
lugar chamado Ponta do Mucuripe . Historiadores afirmam que, o
o espanhol Vicente Pinzon, esteve na Ponta do Mucuripe antes de
do português Pedro Álvares Cabral, na Bahia. Esse farol, possuia
um candeeiro com oito bicos, cuja luz branca era visível a 10
milhas náuticas de distância. 
No antigo Farol do Mucuripe, funciona hoje o Museu do Jngadeiro
Tem-se conhecimento que está abandonado pelo poder público.
O bairro onde se encontra o museu, Morro de Santa Terezinha,
é considerado de "grande perigo, por conta de assaltantes".
Para substituir o Farol do Mucuripe antigo,octogonal,
 foi inaugurado esse, cilíndrico, em 1957,que está a três quilômetros
do farol antigo. Possui 22 metros de altura, além de ter lanterna metálica,
com moderno aparelho que transmite dois lampejos de luz a cada 10 segundos.
...................................................................................
Nota:
Costumam dizer que, quando a "coisa" é nossa, "puxa-se brasa para a nossa sardinha"...Sendo Fortaleza, a cidade que "me viu nascer", "meu berço natal", portanto, eu precisaria de, ao menos, umas dez postagens dessas, para apresentá-la aos leitores, amigos...A "consciência", no entanto, me diz que NÃO: ela me diz, que eu deva usar o mesmo critério que venho adotando  para as demais cidades - municípios. Assim sendo, vou encerrar a postagem, depois de mais  algumas imagens de rios, parques e praias  de Fortaleza e um vídeo "surpresa"...
............................................................................................................
Fortaleza - Ceará - Brasil- América do Sul: (clque, para ampliar)...
Dos 573 quilômetros do litoral cearense, Fortaleza detém 34 quilômetros de extensão, com um total de 15 praias, tendo como limite a foz dos rios Ceará, a norte, e Pacotí, ao sul...(o mapa abaixo não nomeia todas as praias...- clique, para ampliar a imagem).

Observe a "Ponta do Mucuripe", entre  Praia Mansa e Tiatnzinho.
Depois que "dobra a esquina", chega-se à Praia do Futuro...
Na foz do Rio Ceará fica o limite norte de Fortaleza, pela orla...
Ponte sobre o Rio Ceará. na ponta, à direita, começam as praias...
Praia de Iracema (já sofreu muitos aterros), vendo-se, na parte
inferior, a Ponte dos Ingleses, adiante, um recente espigão,para
 conter o mar, seguindo-se a Beira Mar, com a Praia do Meireles. 
Praia de Iracema, em foto de 1938
Ponte dos Ingleses, na Praia de Iracema .
Praia do Meireles, nos anos 30: mitos coqueiros e casas simples...
Assim eu a conheci, quando menina final dos anos 1940...
Praia do Meireles, próximo à enseada do Mucuripe...anos 40.
Coqueiros e casinhas "deram lugar" aos "arranha céus", na orla...
Foto em sentido inverso à anterior, vendo-se a Enseada do Mucuripe,
ao fundo, à esquerda, onde está o Porto do Mucuripe. Depois da
 ponta, do "lado de lá", ao fundo, começa a Praia do Futuro...
Foto antiga da Praia do Meireles - Beira-Mar: jangadas e coqueiros.
Em meio século, casas jangadas e coqueiros, ficaram no passado...
Visão de toda a Beira-Mar : Enseada do Mucuripe à Iracema.
Porto do Mucuripe e a Praia do Futuro...- início do século XX...
Praia do Futuro, anos 70, 80... Foto no sentido inverso da anterior...
 
Praia do Futuro, em imagem mais recente - anos 2000...
Foto da década de 1960, mostrando grande carnaubal , árvore
nativa do nordeste, ao longo do  Rio Cocó, em Fortaleza.
A partir dos anos 70 toda a cercania do Rio Cocó foi
modificada em sua original vegetação.  Em 1977, considerada
de utilidade pública,  chamou-se Parque Adhail Barreto. Em 1989,
por decreto estadual, foi criado o Parque Ecológico Cocó. 
A extensão do parque é de 1.552 hectares. Na visão aérea,
vê-se os altos edifícios da cidade metrópole: Fortaleza.
Foz do Rio Cocó: seu belo encontro, com o mar...
"Beach Park", localizado na Região Metropolitana de Fortaleza,
no Porto das Dunas, limítrofe com Aquiraz, é considerado o maior
parque aquático da América Latina, recebendo, anualmente, cerca
de 3 milhões de visitantes.
Foz do Rio Pacoti - Porto das Dunas :limíte Fortaleza -Aquiraz  
...........................................................................................................
Para não dizerem  que nada trouxe sobre a gastronomia cearense, apresento um vídeo que trata de um empreendimento familiar...

O "Centro das Tapioqueiras", localizado em Messejana, bairro de Fortaleza, tornou-se um interessante ponto turístico da cidade. A tradicional TAPIOCA, é uma iguaria muito apreciada pelos nordestinos e pelos que visitam a Região Nordeste.
.......................................................................................................................
FONTES: Wikipédia IBGE; Minha memória...
Fotos: Wikipédia, Blog do Iba Mendes; Alex Uchoa; Arquivo do Nirez; Arquivo da Lúcia.
........................................................................................................................
No início do mês de abril, estarei de volta. Meu abraço! 

88 comentários:

  1. Não vejo nenhum inconveniente em haver mais postagens sobre Fortaleza. Assunto por certo não faltará, e nós, os leitores, vamos achar ótimo.
    Vc assinalou muito bem que não era preciso demolir uma igreja para construir outra. Infelizmente, isso não ocorreu apenas em Fortaleza. Tenho visto inúmeros casos em todo o País.
    Achei excelente a postagem. Veio em boa hora (ontem estava trabalhando em um texto sobre a abolição no Ceará, mas não sei ainda quando irá aparecer no blog).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assunto, não faltaria, com certeza! Farei, quando terminar a "série" ,de A a V rsrs...Demolição, é um assunto DEVASTADOR: como dói, machuca a alma da gente...acontece por todos os cantos, é a triste verdade.
      Na abolição no Ceará, tive alguns familiares que entraram na luta, ao menos 3 tios-avós : Antônio Bezerra (historiador), Manoel de Oliveira Paiva (romancista) e Alberto Nepomuceno (músico)...Segundo historiadores,o Ceará foi o primeiro estado na Abolição da Escravatura - em 25 de março de 1884, bem antes da Lei Áurea, na cidade hoje chamada de Redenção. Por isso, o Ceará é denominado de Terra da Luz (não é só pelo Sol constante rsrs). Aguardo, a sua publicação sobre o importante tema. Até...e obrigada!

      Excluir
  2. Fortaleza 'avevo sentita nominare solo in televisione , in occasione di avvenimenti sportivi. Grazie per averne raccontato, con le parole e con le immagini, la storia e complimenti per le fotografie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Costantino, que já viu um pouco de Fortaleza no período da Copa, pela TV. Agora conheceu um pouco mais...Obrigada!

      Excluir
  3. Que maravilha amiga. Não admira que Fortaleza seja um dos destinos mais procurados pelos portugueses que podem viajar para o estrangeiro. Estou encantada. Tanto que por mim pode pôr as postagens que entender sobre fortaleza.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei bem, dessa preferência por Fortaleza, por vocês portugueses...se inclua e venha também!
      Obrigada, um abraço!

      Excluir
  4. É natural que se fale mais de nossa cidade natal, principalmente uma bela cidade com Fortaleza. Fiquei encantado co seu texto e as lindas imagens. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já havia falado muito dela, em postagens antigas. Sinto um prazer enorme, em mostrar a minha cidade natal. Obrigada, Élys, pela visita. Meu abraço.

      Excluir
  5. Nossa,
    Que maravilha a Fortaleza antiga e a atual. O homem modifica, mas não pode mexer na nossa memoria.
    Parabéns pelo trabalho
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto de mostrar como ela era, quando passeia a amá-la, em criança. Mostrar o antes e o depois, e muito importante, para mim.
      Obrigada, Dorli, beijos!

      Excluir
  6. Oi, Lúcia...o que dizer de uma postagem tão bem feita e tão bonita? Nos enche de orgulho saber que existe em nosso país uma cidade tão magnífica em beleza natural mas que soube incorporar modernidade sem perder a poesia de sua existência histórica...Lindas praias, bela arquitetura e penso eu, deve ter também qualidade de vida...Bélissima postagem, feita com alma e coração. Parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como tenho espaçado mais as postagens, procurei "caprichar" um pouco mais na minha cidade. Verifica-se que é até razoável o que foi preservado, daí eu querer mostrar esse paralelo, nas imagens.
      Obrigada, Guaraciaba, pelas palavras. Abraço.

      Excluir
  7. Não se trata de puxar a brasa, Lúcia. Sua cidade merece mais postagens. À medida que eu ia lendo, pensava "Vou comentar sobre isso". Aí, aparecia outra coisa, e mais outra, e mais outra, e mais várias, todas interessantes e dignas de comentário. Também surgiam dúvidas e perguntas do tipo "Tem histórias de fantasmas no teatro? Vocês fazem mesmo tapioca todo dia ou é comida chique pra saborear de vez em quando?" Aqui, as tapiocarias andam em moda. Algumas são tapiocaríssimas. :) Bom, resumindo, se aparecerem novas postagens sobre Fortaleza, serão bem-vindas. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não quis privilegiar, poderia não "ficar bem"...entende? rsrsrs. Seriam inesgotáveis, os elementos acumulados em tantas décadas, com tantas mudanças nos cenários do meu berço...De fantasmas, não mas de momentos que vivi naquele palco, bastidores, camarins, porões. Meu irmão foi "ponto"....sabe o que é? aquele que "soprava" o texto quando os atores não decoravam...fizemos e "pregamos" muitas peças no TJA!
      Tapioca simples, é quase todos os dias...já as chiques só nas tapioqueiras. Gosto com leite de coco, acompanhada com café: SÓ! Obrigada, Ceres, beijos!

      Excluir
    2. Faz um post só de suas histórias do teatro, Lúcia? Por favor!!! Beijos!

      Excluir
    3. Seria interessante, amiga, boa ideia! Vou amadurecê-la...! Certo?
      Beijo!

      Excluir
  8. E aqui está a tua querida Fortaleza. Por mim, poderias continuar a falar desta cidade, pois apesar de ter estado aí há uns 20 anos, muito me falta conhecer, fiquei so um dia e uma noite e pt vi muito pouco. Já li o livro Iracema, mas, confesso, tenho de voltar a le-lo; já se passou muito tempo e quando isso acontece tenho necessidade de voltar à leitura. Também li o Guarani e adorei. Pelas fotos vê-se que forta leza se tem desenvolvido muito. Lembro-me de teres falado nessas tias avó s freiras quando nos falaste da tua familia, pelo menos de alguma delas Amiga, muito obrigada por tanta informação sobre esta cidade tão bonita e espero que um dia voltes a falar dela. Não sei se virei aqui no mes de Abril, Vou ao Brasil no proximo dia 14 mas a volta será de navio em fins de Março. O meu irmão resolveu vir connosco e prefere um cruzeiro; tem muito medo de avião e sempre que pode troca-o pelo navio. Em vez de chegar a 11 de Abril chegarei so a 2 de Maio. Bem...sempre que puder visitarei os amigos, certo? Não queres fazer uma viagenzinha a Guaratingueta? Seria bom!!!!!
    Beijinhos e fica bem.
    Emilia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Emília: até que finalmente, como dizia o meu goês, num português com sotaque! Fiquei ausente de Fortaleza, por 25 anos e voltei há exatamente 20 anos. Mudou muito...mas é assim, a gente continua amando....Há muito não releio Alencar!
      Gostaria muito de ir te encontrar em São Paulo, tenho amigos por lá. Não conheço Guaratinguetá, seria ótimo, amiga! Irei à Portugal em 2016, aí nos encontraremos, com certeza!
      Obrigada... Beijos!

      Excluir
    2. Espero que me avises quando cá vieres, pois em Portugal tudo é perto e facilmente nos encontraremos. Quanto a Guaratinguetá, já sabes, se puderes avisa. Irei sempre ver as notícias ao e-mail que é micostapinto@hotmail.com. Beiijnhos, amiga e até...
      Emíliai.

      Excluir
    3. Obrigada, Emília, está anotadísimo!!!!!
      Beijo!

      Excluir
  9. Que lindo! 'Maravilhamento' foi o sentimento que senti! A sua sensibilidade e amor ao local onde nasceu e viveu fica registrado em seus textos e lindas ilustrações! Você faz uma publicação digna de ser registrada em livros, para que no futuro possa ser objeto de fonte de pesquisa, Lúcia! São esses "brasis" que nos trazem força e fé em dias melhores! Obrigada pela partilha!
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Célia! O amor por essa cidade, me levam a esmerar no tratamento que dou a ela:e AMOR FILIAL! Vou consultar os setores de educação e cultura, para tentar realizar a sua sugestão. Fortaleza mudou muito mas, soube manter, de certa forma, algumas características tradicionais. Obrigada, amiga. Meu abraço.

      Excluir
  10. Oi Lúcia! Depois deste belíssimo passeio que me proporcionaste, lembrei-me dos bons momentos que passei na minha vida, quando em 1973 era instrutor de uma multinacional e passei 48 dias aí em Fortaleza. No início me hospedei no Hotel Excelsior, na Praça do Ferreira, depois no Chevalier, na Av. Duque de Caxias, Não sei se ainda existem. Rsrs. Baião de dois do Náutico, Barra do Ceará, Zé Pequeno e Bola Branca, na Praia de Iracema, Batuque e Cabuleté, na Praia do Futuro. É, vou parar por aqui que a saudade é grande, é intensa. Muito obrigado pelo passeio amiga. Que DEUS te de muita saúde para que continues nos brindando com informações sobre essa terra maravilhosa.

    Beijos e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui lá no seu espaço, há dias e agora vim para uma resposta. Muito bom, que já conheça a terrinha...O Excelsior já não é hotel mas o belo edifício permanece lá majestoso, com outras funções. O Chevalier não sei como está. O Náutico já não é como antes: "badalado"...Dos bares da Praia de Iracema, muitos fecharam, abriram-se outros...A Praia do Futuro, é repleta de barracas...os jovens adoram: pouco frequento.
      Volte aqui, Furtado, pra conferir as mudanças e usufruir do "novo"!
      Obrigada, meu amigo...tudo de bom, pra você e os seus.

      Excluir
  11. Cara Lúcia, estive em Fortaleza há cerca de dez anos e foi como voltar. Pequenas coisas parecem- me familiares, edifícios, praças e monumentos acenderam memórias no meu pensamento.
    Curioso que aqui, em Portugal, também temos povoações como Arronches e Messejana o que mostra quão perto estão o dois povos.
    Adorei mais esta lição, e este revivar de memórias.
    Gostei muito de a conhecer um pouquinho mais, é uma foto que mistura ser uma pessoa encantadora.
    Beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mudou muito, Manuel, nesses últimos 10 anos mas, muito também permanece. Que bom, que fez avivar a sua memória, esse "passeio" por Fortaleza. São tantas as cidades homônimas, aqui mesmo no blog, já publiquei Crato e mais outra que não lembro. Messejana conservou o nome mas, Arronche passou a ser Parangaba.
      Obrigada, Manuel, pelo carinho (tenho lá, os meus "encantos" ! rsrs...)
      Beijo

      Excluir
  12. Ainda voltando a Fortaleza vou deixar um pequeno segredo.
    Quando aí estive quiz comprar um apartamento em, julgo, Aldeota mas não consegui apoio da família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, por confiar o seu "pequeno segredo", Manuel! Aldeota, fique sabendo, é dos bairros mais caros, em m2...lá, moram os mais ricos da cidade, é o que revelam as pesquisas ! Certamente, a família teve motivos "justos", ao não apoiar. Será? Até...

      Excluir
  13. Lúcia, fiquei muito contente pela sua presença no niver do Vida & Plenitude, obrigada!
    Gosto muitíssimo de Fortaleza! Linda cidade!! Boas caminhadas no calçadão já dei contemplando maravilhas singulares!...
    Bonito post!
    O meu terno abraço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já ando tão ausente, Anete, que não poderia faltar ao niver do excelente Vida & Plenitude! Foi bom, então, recordar...revendo os lugares, fico feliz! Obrigada, querida! Beijo...

      Excluir
  14. É verdade, mas na altura um apartamento lá era menos de metade de que em Lisboa. Mas a família tem sempre razão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo? Então, deveria ter tido mais "poder" de convencimento junto à família, Manuel. !!!..rsrsrs.. que pena!

      Excluir
  15. Que cidade linda!!
    É natural que você tenha se empolgado e estendesse um pouco mais a postagem, da minha parte estava adorando. Quantas maravilhas! Que privilégio poder deixar-se fotografar em frente ao colégio onde estudou, e com certeza seus professores devem ter o maior orgulho de terem contribuído para a sua formação. Só tenho que te desejar parabéns e agradecer . Um dia ainda irei ao Ceará. conhecerei esta bela cidade .
    Bom esse é o meu sonho. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho, Lourdinha !!!!!
      Tive que me conter....faltou tanto, a dizer e a mostra...Não faltará oportunidade. Adoro, passear pela cidade, revendo os lugares que mais me trazem lembranças queridas! Acredito que, a essa altura, todos os meus mestres já "partiram"...Eu agradeço, suas palavras e presença, querida!
      Venha sim! Carinhoso abraço.

      Excluir
  16. Chegando de mala e cuia pra comer as tapiocas de Fortaleza, essa "Terra do Sol".
    Xêro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estela, querida, preciso ir ver as bonecas e mais dos seus blogs...tenho andado ausente!
      Fique à vontade, para saborear as tapiocas e se bronzear ao Sol!..
      Xêro

      Excluir
  17. Ha muitos anos que venho acalentando que um dia eu vou ao Brasil, sendo que por motivos variados ainda nao foi possivel, mas quero ir!
    Nao por falta de convite de familiares e amigos...
    Sem saber explicar o porque, o que mais me seduzia, era o Nordeste, aquelas gentes a cavalo com o gado e a musica...comprei varias, Deus meu.
    Agora apetece pedir a Deus, muitos anos de vida para conhecer as maravilhas que traz. Um grande bem haja.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Xico!
      Fico feliz, que acalente esse sonho e quem persiste sempre consegue realizar os desejos. Realmente, o Nordeste tem muitos costumes semelhantes aos portugueses, por força da herança da colonização. Deus há de lhe conceder muitos anos de vida!
      Obrigada, beijo...

      Excluir
  18. fantástico post con gran información
    una ciudad espectacular
    abrazos

    ResponderExcluir
  19. Hoje vim só para deixar um abraço e desejar uma boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Manuel, obrigada pelo carinho!
      Desejo-lhe o mesmo. Meu abraço.

      Excluir
  20. Saudades de voce.

    Bom, já me deliciei com sua maravilhosa narrativa. Sabe, aprecio muito fotos antigas, especialmente quando podemos fazer comparações e pensar nos prós e contras. Eu morei numa cidade pequena por 8 anos, já tem mais de 20 anos que não voltei, dizem que mudou muito e eu iria me decepcionar.

    Muito preciosa a recordação do colégio onde estudou quando menina - adolescente, eu tambem gostaria de voltar à escola e deixar-me fotografar à sua frente para que a recordação saisse um pouco de dentro de mim e mais uma vez se tornasse realidade.

    Compartilhei o seu maravilhoso trabalho.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudades de você também, Sissym
      Tenho "arruado" pouco, na blogosfera rsrs..Valeu, esse seu comentário! Sempre que possível, faço essa comparação. Na minha cidade, que conheço há mais de 7 décadas, não seria diferente. Estive fora de Fortaleza 25 anos, vinha esporadicamente e, quando retornei de vez, tomei susto...muita mudança!
      Obrigada, minha querida, volte sempre.
      Beijos!

      Excluir
  21. Fez muito bem em puxar a brasa à sua sardinha, pois a reportagem é
    bela e elucidativa.....Aliás, tenho apreciado todas, mas esta .....mais
    Minha mulher é de Santa Catarina e daí vou conhecendo......
    Obrigado pela sua visita.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda mais que eu adoro sardinha! Num dia de Sto. Antônio, há mais de 3 décadas, ao subir a ladeira para o castelo de São Jorge, comi muita sardinha na brasa..delícia!
      Bom saber, que a sua mulher é brasileira e de Santa Catarina- belíssimo estado, conheço Florianópolis e outras cidades catarinenses.
      Beijo

      Excluir
  22. Oi Lucia que coisa linda esta história e geografia de teu Ceará.É uma alegria vir aqui aprender contigo. Um dia, quem sabe, ainda conhecerei pessoalmente, pois faz parte de meus sonhos...
    E olha só, sou tua comentarista número43 meu número de jogar, e que já ganhei premios.
    Boa semana, abraço carinhoso e , apareça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lia, obrigada, pela visita, comentário e adesão...Muito interessante, a sorte do 43...sempre muita sorte com o número, é o meu desejo!
      Beijo, volte sempre...

      Excluir
  23. Oi Lúcia,
    Passando para lhe desejar sempre bons dias
    Adoro os seus escritos.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Dorli, bons dias pra você também...
      Beijos, minha querida,
      da Lúcia

      Excluir
  24. Bom é recordar a verdadeira História, parte do teu crescimento, Património das Origens.
    Magnífico "contar" os passos do "edifício" da tua Terra.
    Parabéns, Lúcia.
    Amei.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom, SOL, a terra natal, é como mãe, pra se amar sempre!
      Um beijo, meu amigo!

      Excluir
  25. Querida Lúcia, sente-se a "autoridade" e carinho com que fala da sua terra. As fotos estão maravilhosas também. Mas do que mais gostei, sem dúvida, foi de a ver nas imagens. Aguardarmos mais posts sobre Fortaleza e também fotos da nossa amiga querida.
    Mil beijos, quase de fim-de-semana
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    P.S. Esses pratos de tapioca são típicos dessa região ou pode encontrar-se noutros pontos do país?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa!...que elogio tão bacana! ...fiquei "cheia de dedos" rsrs. O amor incondicional a essa minha cidade, me torna sem vergonha, no bom sentido - bairrista etc & tal...Obrigada, amiga!
      Quanto à tapioca, a história diz que se originou com os índios do Nordeste. Receitas mais tradicionais, estão mesmo por aqui. No entanto, todo o Brasil já faz. Antigamente, era simples, como um pão seco...hoje, faz-se com os mais variados recheios - doce ou salgado. Veja no youtube, há muitos vídeos.
      Bom final de semana, Ruthia...beijos.

      Excluir
  26. Olá Lúcia...
    Gostei de ler tudo o que aqui escreve sobre a sua cidade natal...
    Visitei Fortaleza uma única vez, mas muitos dos lugares que são aqui mostrados pelas suas magníficas fotos, recordo-me deles perfeitamente...!!!
    Quanto à catedral afrancesada......!!! apesar de muito bonita, lembro-me de ter achado muito estranho aquele estilo arquitectónico, ali, naquela cidade...., para mim não fazia sentido, por ser bem diferente dos restantes monumentos religiosos que por lá visitei...!!!!
    Mas gostei muito de Fortaleza e quero voltar....
    Um abraço Lúcia
    AG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Albertina!
      Obrigada, querida...Lembro, que você já havia comentado aqui, sobre essa sua visita, à Fortaleza. Sobre a catedral, depois que o arcebispo da época, mandou demolir a antiga e bela Sé, em 1938,passou a pedir dinheiro ao fortalezense, durante várias décadas, na conta de energia, para construir a "francesiha"...minha mãe criticava muito...um verdadeiro absurdo...
      Venha, aguardo você, com prazer! Meu abraço.

      Excluir
  27. Olá Lúcia,
    É legitimo que, quando a "coisa" é nossa, puxamos a brasa à nossa sardinha, assim como pode sempre fazer essas dez postagens sobre o seu berço natal, a consciência é que ficará pesada ou não! lololo
    No momento que escreveu, ela (consciência) disse-lhe que NÃO.
    Eu gostei muito desta postagem. Em termos turísticos Fortaleza é uma cidade muito procurada pelos portugueses e percebo porquê, é uma terra prenhe de história, com rios e praias belíssimas que merece a pena conhecer.
    Agora, foi pena a antiga Catedral da Sé (portuguesa) ter sido demolida. Fez-me isso lembrar um tempo em que os emigrantes portugueses começaram a construir as suas casas, trazendo alguns modelos das regiões onde andavam. Eram bonitas na altura, mas descaracterizadas da sua região. Mas voltando à Catedral da Sé de Fortaleza, tem muito encanto e a luz põe essa beleza ainda em mais destaque.
    E tenho de dizer-lhe que gostei de vê-la na foto em frente do colégio onde estudou. A Lúcia é uma mulher bonita.
    Também visualizei o vídeo. Só conheço essa iguaria de nome. Nunca provei, mas quero um dia provar tapioca!
    Bom Domingo, Lúcia. Beijos e bem-haja pelas visitas comentadas lá n' O Forninhenses.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Paula...pois é, mas por enquanto fica só nessa postagem, deixo para mostrar mais o meu berço natal mais adiante, quando concluir a série pela ordem alfabética.
      No Nordeste, Fortaleza é das pioneiras em visitantes, principalmente dos portugueses. A demolição da antiga igreja da Sé, gerou muita revolta dos fortalezenses. Nossas igrejas sempre recebiam o estilo do colonizador,
      Obrigada, Paula, por tantos elogios! Venha à Fortaleza, nosso povo é bem receptivo. Um beijo!

      Excluir
  28. Boa reportagem fotográfica e histórica que vale a pena reler com tempo seguindo a evolução desde as lutas e as conquistas.
    O progresso venceu. O homem sonha e constrói e toda essa região progrediu e hoje mostra a sua importância económica e financeira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto de contar a história, mostrando um pouco de como eram alguns sítios, com seus prédios antigos e atuais. Quando o prédio foi preservado, a felicidade é enorme...! O progresso tem seus prós e contras, graças ao homem.

      Excluir
  29. Oi Lúcia! Voltando para agradecer a tua visita e gentil comentário, assim como matar as saudades desta terra gostosa. No comentário anterior, esqueci de dizer que aí na Avenida da Universidade existiu ou existe alguém que deixou uma marquinha neste teu amigo. Rsrs.

    Beijos e uma semana com muita paz para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Furtado! Seus blogs são encantadores, gosto muito. Às vezes, faço comentários e, ao clicar para o registro, ocorre erro e depois a "janelinha" já não abre, deixando-me frustrada rsrs...
      Muita paz, amigo, um beijo!

      Excluir
  30. Vim olhar as fotos, são lindas, e desejar um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fique à vontade, Manuel! Prazer imenso, tê-lo aqui.
      Bom final de semana. Meu abraço..

      Excluir
  31. Bom dia
    Venho agradecer a visita em lidacoelho - Bem haja.
    Um beijo no seu coração com votos de um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Coelho. Sempre que possível vou ler seus excelentes escritos. Bom final de semana, beijo!

      Excluir
  32. Lúcia muito obrigado por mais este maravilhoso passeio virtual.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  33. Abril não tarda, até lá , desejo um bom fim de semana..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos às vésperas...aguardo você, Manuel! Bom domingo...

      Excluir
  34. Que maravilha! Isto foi uma belíssima reportagem! Adorei!

    ResponderExcluir
  35. Muita arquitectura Portuguesa, a história aqui bem retratada por ti. Imagino o grande trabalho que te deu para me deliciar com esta apresentação.
    Obrigado, beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Manuel Luis!
      É sim, somos herdeiros mas, não muito "fiéis"..vez por outra, edificações originais, vão abaixo e se ergue alguns "mostrengos" ...O trabalho, não é tão grande, o prazer sim...e compensa!
      Obrigada, beijo!

      Excluir
  36. Querida, Lúcia, fiquei muito feliz com a sua visita ao Começar de novo. Já cá estou há duas semanas e tenho andado numa correria. Felizmente tenho aqui bons amigos e, claro, há que visita-los. Alem disso tenho os meus pais que requrem atenção. Não vai ser desta vez que conhecerei a Baía. Um amigo que esteve em Portugal e que acompanhei nas visitas que fez; ele se sente na obrigação de retribuir a atenção e perguntou onde eu desejaria ir; resolvemos viajar até à Argentina que também não conheço; Irei então com esse casal no dia 10 e volto a 17. Como te disse volto a Portugal de navio e parece que passa em Salvador; se assim for terei oportunidade de conhecer a cidade. Lúcia, muito obrigada pelo carinho e desejo-te uma santa Páscoa junto da tua familia. Fica bem, querida amiga e até sempre.
    Emília

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há muito, não ia por lá, apreciar as suas mensagens, sempre tão oportunas, e lhe deixar um abraço, amiga!
      Que bom, que já está no Brasil, matando saudades dos pais, familiares e amigos...Não conheço a Atgentina, mas ainda irei lá, ao menos em Buenos Aires! Aproveite bem!
      Feliz Páscoa!

      Excluir
  37. Bom dia Lucia.
    Chagando por aqui hoje e fiquei encantada com a detalhada historia e imagens de Fortaleza, moro pertinho e ainda não me dispus a conhecer, agora vejo que deve faze-lo rsrs. Um lindo dia, o seu blog é lindo. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Mirtes...
      Obrigada, por ter passado por aqui e apreciado. Fique à vontade!
      Venha visitar Fortaleza...como vê, há muito o que se ver rsrs..eu amo muito e acho linda rsrsr...
      Abraços!

      Excluir
  38. Que tenhas uma Páscoa muito Feliz.


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, SOL,Feliz Páscoa...beijos...
      da Lúcia

      Excluir
  39. Passando para te visitar parabenizar pelas belas
    postagens e desejar que sua Pascoa venha com
    muita paz e alegria........E doce como o chocolate

    Boa semana bjuss com carinho


    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rita, ontem fui me deliciar com o salmão com gengibre...obrigada!
      Uma bem Alegre Páscoa!
      Beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  40. Lucia Bezerra de Paiva, essa informação está errada: Desenho representando o Forte São Sebastião - obra do holandez
    Frans Post, que fazia parte da expedição holandesa vinda ao Brasil.

    Essa gravura é de 1671 da autoria de Arnaldus Montanus https://www.archive.org/stream/dieunbekanteneue00mont?ref=ol#page/n707/mode/2up

    A de Frans Post é essa https://www.bmimages.com/results.asp?image=00173462001&imagex=1&searchnum=0001

    Ats,

    J. Terto de Amorim

    ResponderExcluir