quinta-feira, 9 de maio de 2013

ARATUBA

Do CEARÁ: cidades de A a V (XVII)
Detalhe da torre (são duas torres, gêmeas) da Igreja Matriz de ARATUBA.
Igreja Matriz São Francisco de Paula -Aratuba-Ceará-Brasil
A distância, entre Aratuba e Fortaleza (capital), é de 132 kms...
ARATUBA está encravada na face sul do Maciço de Baturité, que é uma cadeia de montanhas localizadas no Centro-Norte do Estado do Ceará. O município tem a sede urbana mais alta do estado, com 880 metros. Na serra de Guaramiranga, entre cimos e contrafortes, com alguns vales mais ou menos profundos, de terras férteis, formou-se o núcleo populacional.
  
As terras eram habitadas por índios de origem tupi-guarani, como os canindés. Sua formação, como núcleo urbano, aconteceu a partir do século XVIII, com a catequese dos jesuítas e pessoas oriundas de Baturité e de outras regiões, notadamente do semi-árido cearense, atraídos pelo clima e condições frutícolas.

Sua denominação original era Coité - árvore da família das Bignociáceas, produtora do fruto do qual, serrando-se ao meio, se fazem cuias, de muita utilidade doméstica.

Um "pé de coité"...trazendo-me, à memória ,o sítio da tia Luizinha...
NOTA:
Estou trazendo, aqui, a árvore da "coité", ou "coitezeiro", por me ter chegado, à memória,  parte dos anos 1940 (nasci em 1942), quando em nossa casa ainda não haviam instalações de "água encanada". Não existiam torneiras, nem para a lavagem das louças ou roupas, nem chuveiros, nos banheiros, para os banhos do  dia-a-dia...
 A água, era retirada de um poço, que a gente chamava "cacimba", sendo a água depositada em bacias de ágata (metal esmaltado), para a lavagem da roupa e das louças. Para o banho, tínhamos uma imensa bacia de cobre. Para se retirar a água da bacia de cobre, para o banho, usávamos cuias, que provinham da  coité que fora serrada  ao meio (é dura como madeira!), retirado o miolo do fruto e secado ao sol. Tínhamos sempre algumas coités em casa. Trazíamos do sítio de minha tia-avó Luizinha, de quem muito já falei em postagens bem antigas, quando publiquei, aqui, a série "Saga de uma Família". 
....retirava-se a coité  da árvore;;;
...serrava-se, tirava-se o "miolo", e punha-se a secar, pintada ou não...
...sendo muitas as utilidades, depósito, tigela ,cuia de tirar água...
...como a madeira, podem ser entalhadas, com belos desenhos...
Lixadas, envernizadas, entalhadas...ficam assim: LINDAS!

O distrito COITÉ, foi criado por Lei Provincial, em 1883, sendo depois elevado à categoria de vila por decreto estadual, em 1890.Em 1899 é extinta como vila e se torna distrito. Em 1911, constitui-se município, sendo extinto em 1933. É criado, no mesmo território, o distrito de Santos Dumont que, em 1943 passa a denominar-se Aratuba. Em 1957, Aratuba passa à categoria de município. (Foram tantas, as mudanças!!!).
O topônimo "Aratuba", vem do tupi-guarani ara (pássaro) e tyba (abundância), significando " abundância de pássaros" ou "passarada".
Chegando, à Aratuba...
...pequena e bela, "encrustada" nas montanhas...
...e logo nos deparamos com a Praça da Matriz...
....suas ruelas, de casas simples e ...
....coloridas, dando um "ar" alegre, à cidade..
....Visão de uma das torres da matriz, entre as "palmeiras coloniais"..
...e eis que, sob a neblina, surge um lindo arco-íris...
 
a mesma praça, as mesmas palmeiras,sob outro ângulo, em imagem antiga...
ARATUBA, nos arredores...
...casarões...
...engenhos...
...fazendas...
...bananais...
montanhas ...e mais montanhas...
...e um belíssimo por-do-sol...em  ARATUBA...Ceará... Brasil !
FONTES: Wikipédia; IBGE
Fotos: panoramio; google
*******
Até a próxima quinta-feira, um abraço!

79 comentários:

  1. Parabéns pela divulgação que consegue fazer ao apresentar através de fotos, certamente o que aqui mostra é desconhecido para muitos dos seus visitantes, é o meu caso.
    ag

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, ag! Parece, que este meu projeto de divulgar as cidades cearenses da forma que faço, tem agradado "a gregos e trianos" rsrs.
      Um abraço!

      Excluir
  2. Aí está! Imagens do fabuloso Brasil que viram (no original) os primeiros navegadores portugueses que aí chegaram. Especialmente... depois de terem descoberto ouro! O ouro de A Febre do Ouro!, que inspirou a estória. O Brsil será a Ilha das Árvores e os Açores, a Ilha dos Pássaros! Estes dois aspectos são da História. O resto, meu, é fantasia!...
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu comentário é sempre de "loas" ao Brasil. Adoro!
      Sobre as "ilhas", eu bem imaginei, e disse-lhe lá no seu maravilhosos espaço. Tão lindo isso! Obrigada, tenho sangue português, açoriano e brasileiro. Suas crônicas, são fantásticas!
      Beijo!

      Excluir
  3. Oi, Lúcia, hoje você nos presenteou com uma cidade presépio...de singela beleza e de características diversas das do litoral.Uma cidade de região montanhosa e verde, com um artesanato bem cuidado e o cuidado de dar á cidade uma personalidade própria nas cores combinadas das casas...parece um quadro!Interessante como dentro de um estado brasileiro existem tantas regiões de características tão diversas. estou na expectativa de conhecer Guaraciaba do Norte (rs).
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi o que pensei quando vi: um presépio! Cidade pequena e bem cuidada. É única, na sua singeleza! Quanto ao artesanato, não é de lá. Trouxe essas imagens, por ter "explorado" a "coité", por ter sido o nome original de Aratuba. Fiz então essa "associação",com a utilidade que a coité tinha em nossa casa.
      Não falta tanto, para chegar a letra "G"..., de Guaraciaba (do Norte)...Vou fazer a postagem, com um pouco mais de carinho, amiga... rsrs
      Um abraço

      Excluir
  4. Oi Lúcia,
    Uma cidade mimosa (como diria minha mãe), linda e graciosa com suas casinhas coloridas! Uma joia encrustada nas montanhas... E as coités, que mãos habilidosas transformam em belíssimas obras de arte.
    Xêro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito mimosa! Uma graça, lembra as "lapinhas" que montavam-se por ocasião das festas natalinas.
      Algumas dessas coités, são da amazônia, essas envernizadas de preto com entalhe pintados de branco.
      Não encontrei, em Aratuba. Ilustrei, fazendo referência ao primitivo nome da cidade.
      Obrigada por vir sempre, Estela...
      Xêro

      Excluir
  5. Lúcia, que maravilhosa ideia esta sua de nos ir fazendo conhecer o Ceará . Que, por feliz acaso, foi até agora a única região do Brasil onde estive...e me deixou verdadeiramente maravilhada com suas belezas naturais.

    Bom final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito mesmo, São, que foi uma feliz ideia, mostrar um pouco de cada município cearense. Cada uma das cidades que trago que a sua "personalidade", seu encanto. Obrigada, por vir sempre!
      Um beijo!

      Excluir
  6. Cidade que gostaria de ver de perto essa.Linda!!Adorei ver! beijos,lindo fds!chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois venha ver de perto, amiga, essa e outras... rsrs
      Beijo!

      Excluir
  7. Adoreeeei aquela galinha ali de cima! Hahahaha que graciosa!

    E esses casaroes! Me encanta demais. Eu sou fascinada por casaroes antigos!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo uma graça, aquela galinha de coité...
      É mesmo muito mimosa, essa cidade encrustada nas serras.
      Beijos, Camila, obrigada por vir aqui!

      Excluir
  8. Fiquei siderado com a beleza genuina que aqui traz.
    Cidade bela e tão enquadrada na paisagem que parece artificial, plantada para não ser mexida, só por Deus.
    Cuidemos bem destes jardins celestiais, com amor e com respeito.
    Parabéns e um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi essa, a impressão que senti, Xico, ao ver essa bela imagem. É mesmo um ecanto, Aratuba, parece Divina!
      É preciso preservar essas maravilhas!
      Obrigada, por vir e comentar, um abraço

      Excluir
  9. Este teu CEARÁ que tanto ama e enaltece. Eu acho belíssima esta tua forma de fazer-nos conhecer tua TERRA. Um grande abraço, minha amiga e um grande dia das mães para si...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amo, tenho quase loucura e necessito enaltecê-lo!
      Obrigada, Malu, pelos deliciosos comentários. Feliz dias das mães, um beijo.

      Excluir
  10. Você, uma empreendedora de divulgação e marketing de primeira qualidade. Ler e observar suas fotos é viajar, ainda que virtualmente, sabendo das belezas do nosso Ceará!
    Parabéns! Amo seu blog e suas postagens!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai levar tempo, para se chegar à cidade com a letra V.
      As viagens vão ser tantas e tantos os prazeres que terei em "levar" comigo tanta gente legal, "ainda que virtualmente", Cália!
      Obrigada, amiga (a recíproca, é verdadeira!)...
      Beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  11. Oi, Lúcia! Eu pensava que as cuias eram feitas de casca de coco. Achei essa árvore das coités muito bonita e os enfeites que você mostrou são lindos. Sempre aprendo neste blog. Beijos e obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As cascas de coco, também são cuias, Ceres. Há também as de cabaças, aquelas que parecem abóboras, no formato.
      A coité,é mais redonda e lisa, e a espessura é mais fina e muito mais leve que o coco, além de não ter aquele "furinho", que o coco tem, por onde sai a água. As duas bandas da coité, ficam inteirinhas...rs
      Obrigada, por vir sempre, beijos!

      Excluir
  12. Algum trabalho a mais impediu-me de vir mais cedo, mas cá estou agora para conhecer ARATUBA e arredores e a árvore da “coité” ou “coitezeiro” que me trouxe a lembrança das "cabaças", umas abóboras também conhecidas por "botelhas", muito utilizadas em tempos idos como garrafas térmicas, pois a temperatura mantinha-se numa boa temperatura. O miolo desta abóbora “cabaça” é constituído praticamente por sementes, que depois de secas se retira o miolo por um pequeno orifício aberto no local do pé. Hoje transformaram-se também em lindos objectos de decoração das gerações mais novas.
    Quando li o que diz sobre a “água encanada” também lembrei que na minha meninice, embora já houvesse torneiras com água corrente dentro de algumas habitações, era costume "acanar" água nos chafarizes públicos da aldeia, mas ouvi muitas vezes as minhas avós e minha mãe contar que antes retiravam água dos poços, com um engenho chamado “picanço”, para beber, lavar loiça, tomar banho, etc...

    Abraço e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, por sua vinda, Paula! Eu também demorei a ir ao seu formidável blog, cujo teor das matérias são semelhantes ao que faço aqui.
      Aqui no Brasil, também temos as cabaças, no formato de abóboras, que o sertanejo usa muito, para conduzir água,nas viagens. Servem também como cuias. Herdamos muito dos portugueses, nos costumes domésticos, pela colonização. Esses hábitos, muito nos une, nessa troca de informações e isso é muito importante. Os nomes dos objetos, na maioria das vezes são diferentes mas, em essência são os mesmos.

      Obrigada, por ter vindo, um abraço e feliz final de semana.

      Excluir
  13. Quem na presença constante me ensinou
    na pureza do seu coração a vislumbrar
    caminhos…
    Dos primeiros passos, das primeiras
    palavras…
    Do amor sem dimensão, de cada momento,
    dos atos de cada capítulo de minha vida
    não ensaiados, mas vividos em cada
    emoção.
    Da conversa no quintal, do acalanto do
    meu sono aquecido de amor, aninhada
    em seu coração…
    MÃE …
    do abraço, do beijo que levo na
    lembrança…
    é você que me inspira a caminhar…
    A presença de cada passo que o
    tempo não apaga: por mais longo
    e escuro que seja o caminho, haverá
    sempre um horizonte…
    Mãe mulher a quem devemos a vida,
    que merece o nosso respeito,
    nossa gratidão e nosso afeto.
    Nessa mensagem com todo sentimento
    de uma filha , que chora saudades eternas
    de você mãe.
    È merecido um Dia para homenagear
    todas as mães do mundo.
    Com carinho e saudades deixo aqui meu abraço
    de amiga ,filha ,mãe e meu primeiro ano
    do dia das mães (Bisavó).
    Na postagem tem mimos caso gostar fique
    a vontade para levar foi feito com muito carinho.
    Um feliz final de semana.
    Um Feliz Dia Das Mães.
    Carinhosamente,Evanir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que mensagem tão bela Evanir!
      Desejo a você um feliz dia das mães.
      Meus parabéns, por ter se tornado bisavó,
      que felicidade. Desejo-lhe tudo de bom,obrigada.

      Um beijo, com muito carinho,
      da Lúcia

      Excluir
  14. Oi Lúcia!
    Que fotos lindas de Aratuba.
    Achei uma graça,a Praça da Matriz e as casas coloridas.
    Passar por aqui é sempre um prazer.
    Bjs \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Clau!
      Aratuba, é linda, pequena e acolhedora!
      Obrigada, por vir sempre e comentar com carinho.
      Beijos!

      Excluir
  15. * Corrijo:
    "...pois a bebida mantinha-se numa boa temperatura.".

    Abr./Paula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Paula,
      eu havia entendido...
      Um abraço, da Lúcia

      Excluir
  16. Minha querida!
    Fico meia de boca aberta a ver, a ver, volto para cima venho para baixo...até que tenho que começar a ser espontânea no que me faz sentir, e escrever...
    Fico maravilhada Lúcia querida! As coités já de si são lindas. Mas depois e pintadas que delícia! Ele é o verde, é o azul, o pôr do sol...terras tão convidativas!
    sempre novidades desse país lindo trazido por si
    e "abençoado por Deus"!7
    Gosto e pronto. Teve uma excelente ideia nestes postes. Se puder continue que adoro mesmo!
    Bom fim de semana
    beijinho grande

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanta atenção e carinho, Manu querida! Obrigada!
      As minhas postagens, às vezes, são exageradamente longas e as pessoas se "atrapalham" no caminho, nas "voltas" que vou fazendo e, aí...se perdem srsrs....
      Consigo tantos dados e tantas imagens, que tenho dificuldade em selecionar.
      Ainda estou na letra A , referente à letra inicial dos nomes das cidades que pretendo mostrar aqui...não vou desistir...sou persistente!
      Que bom, que gosta!
      Bom final de semana, beijos carinhosos, querida amiga!

      Excluir

  17. Olá Lúcia,

    O por do sol é mesmo belíssimo.
    Adorei conhecer esta graciosa cidade que tem um ar de aconchego. Gostei da Praça da Matriz, que me remete à minha infância em uma cidade do interior de Minas Gerais.

    Bela postagem e lindas imagens.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo o mundo, gosta de registrar um por-de-sol, pela beleza que encerra!!! Sempre que tenho esse registro, na cidade em "pauta", publico na postagem...
      As igrejas de Minas, são inigualáveis! Conheço várias, "in loco".
      Obrigada, Verinha, por vir sempre, beijos.

      Excluir
  18. Ai a cabeça da gente, minha amiga!!! Pensa que fez e não fez, esquece o que ia fazer... enfim, cada vez pior! :)))
    Mas uma coisa nos serve de consolo - é que, com os novos, acontece o mesmo ou pior ainda :))))))))))))))))

    Muito bela sua postagem (como de costume).
    Lindas imagens acompanhadas de texto elucidativo.

    E chegou o momento de desejar um feliz Dia das Mães para amanhã.
    Que o passe com alegria e muito Amor.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os jovens, estão bem mais "malucos" que nós, é certo!
      Obrigada, Mariazita, por seus tão generosos comentários.
      Bom domingo, um beijo!

      Excluir
  19. Lúcia, a sua descrição desses lugares é tão perfeita que até parece que já passei por lá antes... Fazendas, Engenhos e Casarões, fazem lembrar-me a obra de Gilberto Freire, que conheci pessoalmente, no Recife, no ano de 1968, "Casa Grande e Senzala".
    Os meus cumprimentos,
    Manuel Tomaz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Manuel, tenho tido uma certa facilidade de encontrar elementos, de cada cidade, que tornam a composição das postagens interessantes. Para Aratuba, não fugiu à regra. Essas imagens, lembram sim, a obra de Freire.
      Um abraço,
      da Lúcia

      Excluir
  20. Mais uma belíssima cidade do seu Ceará Lúcia....!!!
    Fiquei encantada com o colorido das casas, com o pôr-do-sol, com o artesanato....!!!!
    Tudo, tudo é maravilhoso....!!!
    Parabéns por mais esta bela postagem...
    Um abraço Lúcia e tenha um bom fim de semana..
    Albertina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aratuba é uma graça, de encantar! Obrigada, amiga, por tão generosas palavras. Quanto ao artesanato, não é de Aratuba, trouxe essas imagens apenas para mostrar o que se faz com o fruto do "pé de coité", por ter sido este, "COITÉ", o nome original de Aratuba. Apenas quis ilustrar a postagem,

      Um forte abraço, Albertina,
      da Lúcia.

      Excluir
  21. A sua dedicação ao Ceará é louvável, ensina-nos história. Um lindo domingo para você! Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Yayá, o amor pela terra me conduz à dedicação.
      Feliz domingo, um abraço!

      Excluir
  22. Gostei deste pôr do Sol que dá colorido a roda a História de Aratuba.
    As modificações foram muitas mas a alma do povo foi a mesma.
    Os Missionários fizeram a união do povo e a sua cultura.

    Tanto aí no Brasil como em toda a África e na Ásia os missionários fizeram muito mais que todas as forças do exército.
    Erros também fizeram, mas penso que devemos vê-los como os grandes artistas que criaram um povo e uma nação. Ensinaram a língua e introduziram muita cultura ocidental.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O por-do-Sol deu mesmo um belo "arremate" à postagem sobre Aratuba, bem notado, Coelho.
      Concordo, com você, quanto à obra missionária. Muito fizeram, pelos vários continentes colonizados pelos portugueses. Os erros, a gente perdoa...rsrs...é passado!

      Obrigada, pela presença sempre bem vinda, amigo.

      Excluir

  23. Querida Lúcia

    Antes de mais, Feliz Dia das Mães que, como penso, se comemora hoje aí no Brasil. Por cá o nosso foi no passado domingo. Muitas felicidades para si e sua família.

    Voltando às 'nossas' cidades, devo dizer-lhe que o facto de nos trazer estas preciosas informações sobre o Ceará já me faz sentir parte delas e familiarizadas com elas.

    Digo isto porque há dias li numa revista que uma artista da nossa praça tinha ido passado férias em Fortaleza e AQUIRAZ. Lembrei-me logo do seu artigo de há pouco tempo sobre Aquiraz e senti-me logo uma 'entendida' na matéria ao recordar essa bela cidade.

    Gosto de terras situadas entre montanhas, trazem-me recordações mágicas do tempo da minha infância. Assim, Aratuba conquistou-me logo. E também pelas suas casas, pelas suas ruelas, pela sua neblina (incompreensivelmente gosto muito deste elemento, talvez relacionada com as montanhas). Os engenhos e as fazendas levam-nos de volta ao passado.

    O artesanato com o fruto do 'coité' é lindíssimo. Esse fruto fez-me lembrar a cabaça embora com esta ainda só tenha visto utensílios mais rústicos.

    Minha amiga, terminou este artigo em grande com este lindo pôr-do-sol. Bem haja!

    Voltarei para passear por Araripe.

    Beijinhos. Tenha um Feliz Dia!

    Olinda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ontem, foi um feliz dia, obrigada, Olinda querida!
      Que bom, amiga, esse seu entendimento sobre o Ceará, a partir de meus artigos. Quem vem à Fortaleza quase que obrigatoriamentel vai a Aquiraz, é tão próximo e tão bonito, realmente.
      Aratuba, é de encantar qualquer pessoa, pelo aconchego que inspira. Este artesanato, feito na coité, não é produzido em Aratuba. Trouxe do google, apenas para ilustrar a matéria.
      Venha sempre, amiga, é um grande prazer.Obrigada, por sua presença.

      Tenha uma boa semana.
      Beijos,
      da Lúcia

      Excluir
  24. ¸╭•⊰✿¸.

    Bom domingo!
    Feliz Dia das Mães!
    Beijinhos.♡ღ

    •*✿⊱╮ღ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Inês, obrigada!
      Uma boa semana,beijos...

      Excluir
  25. Querida Lúcia
    Há muito que não«vem a Portugal»,visitar o meu cantinho.
    Hoje,eu queria deliciar-me e vim visitar o seu.Fico tão alegre ao ler estes seus documentários! Fecho os olhos e imagino que estou aí.Foram muito bons os tempos que aí passei.
    Já me lembrei do nome de uma das revistas que lia-chamava-se Manchete.Não sei se ainda existe.
    Muitos parabéns por esta sua publicação e pelas belas fotos.
    Um bom domingo.
    Beijinhos da
    Beatriz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Beatriz!
      "Fui a Portuga", algumas vezes e passei por seu cantinho. Ontem fui lá e comentei, na mesma postagem em que já havia comentado.
      A revista Manchete era das melhores que tínhamos. Era dos Diários Associados, que foi extinta.
      Obrigada, minha querida por sua presença e generosos comentário.
      Beijos,
      da lúcia

      Excluir
  26. Oi amiga, vim lhe desejar um excelentedia das mães, beijos e fica com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Arione foi um excelente dia. Beijos!

      Excluir
  27. Lucia: como gostaria de conhecer esse lugar! E também você, pois adoro pessoas inteligentes como você.
    Obrigada pelo comentário
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma cidade presépio, essa linda Aratuba!
      Obrigada, Dorli, por seu carinho e tanta atenção, também gostaria de conhecer você.
      Beijinhos,
      da Lúcia

      Excluir
  28. Oi, Lúcia, que lindo tudo isso. Estou conhecendo muito dessa parte do nosso país através de seu blog! E só agradeço. É um Brasil muito diferente daqui do sul!

    Beijos grande!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso, trago rsrs...Taís!
      Que bom, ter você aqui, vinda do Sul que, é bocado diferente do Nordeste. Também é tão lindo!
      Beijo

      Excluir
  29. Mais uma viagem. Muito interessante o fruto que vira tijela.
    Gostei imenso. Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E que bom, Elvira, que você venha viajar por aqui...
      Obrigada, amiga, um forte abraço.

      Excluir
  30. As fotos e da descrição desses lugares é tão minuciosa e bem feita que é como se também eu tivesse passado por lá! Muito obrigada por cada viagem que me proporciona.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Preparo com muito carinho e esmero, todo o "roteiro",para que a viagem seja bem agradável e proveitosa, não deixando faltar o que considero mais significativo, para publicar...
      Grata, sempre, por sua presença, Lilá(s)!
      Beijos

      Excluir
  31. Que linda é Aratuba e como gosto de viajar consigo a meu lado por essas lindas paragens do seu Brasil! A coité é mesmo uma bênção da natureza!
    Obrigada, Lúcia e continue a proporcionar-nos estes belos momentos pelo interior profundo do seu País.
    Beijinhos da Maria Eduardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mimosa, sim, dá gosto de se olhar, de nela passear. A coité, me lembra infância, não passávamos sem ela.
      Essa série, sobre o Ceará, vai ficar por muito tempo, nessa Cadeirinha, de quinta à quinta...espero!
      Obrigada e um beijo,
      da Lúcia

      Excluir
  32. Lindo e rico post, Lúcia! Mais uma cidade que estou conhecendo, ARATUBA!
    Amei saber da "Coité"... Já tinha visto várias vezes em alguns lugares e não conhecia o nome e as lindas utilidades...

    Gostei de revê-la no Vida & Plenitude!
    Um beijo c carinho...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que venha conhecer todas as cidades! Obrigada, pela assídua presença. A coité, além de ficar linda, bem trabalhada, é de grande utilidade.
      Um beijo,
      da Lúcia

      Excluir
  33. Lindas imagens, amiga... e aquela vontade de viajar. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Maria José, venha conhecer Aratuba. Todo o Maciço de Baturité é lindo, e fica tão perto de Fortaleza, cerca de 100 quilômetros...
      Beijos!

      Excluir
  34. Minha doce amiga,
    Para descansar um pouco os olhos e a alma vim passear contigo, por esses espaços verdejantes, pelo infinito de um azul intenso, atravessei o coitezeiro para trazer o fruto para pintar algumas cuias. Mas hélas! As cuias que me apaixonaram, alguém as levou. O passeio foi em vão. Mas não! levo-te de novo no meu coração
    Um resto de boa semana
    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Manu, você sempre aqui, comentando tão carinhosamente. A ternura de seus poemas, está todo em você, que tão bem expressa em palavras. Obrigada, amiga!
      Já posso desejar-lhe um lindo final de semana.
      Beijo, bem carinhoso,
      da Lúcia

      Excluir
  35. Adorei as casinhas coloridas de Aratuba e as cuias que agora devem ficar ainda mais bonitas pintadas ao gosto de cada um;Fizeste-me lembrar os tempos de criança na aldeia onde nasci; não havia água encanada; havia os poços e daí tirava-se a água para uso doméstico e os banhos eram nas bacias, sendo a água aquecida nas lareiras ou fogões de lenha; só muito mais tarde, o meu pai mandou construir um banheiro e com um motor puxava-se a água para o depósito ( caixa de água ); comprou com muito custo um esquentador electrico para aquecer a água, mas, já eu adulta, ainda muita gente lá na aldeia continuou no mesmo sistema. Tempos difícéis, Lúcia!!! Um beijinho e, mais uma vez, parabéns pela pesquisa. Obrigada!
    Emília

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivemos uma mesma época, Emília, desde a infância. Quantas semelhanças, mesmo você em Portugal e eu no Brasil. O bom, também, é que você viveu aqui, mesmo tendo sido no Sudeste (Guaratinguetá- SP) conhece um bocado dos costumes brasileiros. Tudo que é descrito, no seu comentário é semelhante com o que tivemos aqui. A única diferença é o clima. Aqui, a água já vem naturalmente quente, antes do poço, agora das torneiras. Tivemos caixa de água e bomba, para puxar a água. Eram tempos difíceis, sim.
      Obrigada, por vir sempre e comentar.
      Beijos, da Lúcia

      Excluir
  36. OI LUCIA!
    ADOREI ESTA FRUTA, ACHO QUE É FRUTA, O COITÉ.
    ISTO ME DÁ A IDEIA DA DIVERSIDADE EM TODAS AS ÁREAS DESTE NOSSO BRASILZÃO, POIS EU NUNCA A HAVIA VISTO. TALVEZ EM ARTESANATO, POIS QUANDO VEM CÁ PARA O SUL, FEIRAS DE ARTESANATOS, COSTUMO IR, E TENHO A IMPRESSÃO DE JÁ TÊ-LA VISTO, TRABALHADA.
    A CIDADE ENCRUSTADA NO MORRO, TODA COLORIDA É LINDA TAMBÉM.
    PARABÉNS ANIGA, POR SEMPRE NOS ENCANTAR COM TEUS POSTS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A coité, é um fruto, mas não é comestível. No entanto, esse fruto é de grande utilidade, desde os mais remotos tempos...Este imenso Brasil, é tão diverso, tão rico. Devido aos climas diferentes, muito do que tem no norte não tem no sul e vice versa... cada região com as suas peculiaridades, para compartilhar.
      Obrigada, Lani, pela presença e comentário.
      Abraços!

      Excluir
  37. Bem elaborado, este seu portal, revela conhecimento e muita informação. Só quem "passou" pela vida, estando, consegue ter o gosto e sabedoria para descreve-la. Só quem a viveu, amou e ama, tem a capacidade de descobrir o sentido das coisas.
    Isso é o que eu virei fazer aqui à sua "cadeirinha", onde já aprendi entre outras coisas, a gostar do "soldadinho de Araripe"

    Abraços.

    ResponderExcluir
  38. Que maravilha conhecer um lugar e sua hist´ria que de outro modo nunca saberia, adorei, especialmente o soldadinho do Araripe que é super lindo. Parabéns por tudo!
    Luz!
    Ana

    ResponderExcluir
  39. Boa tarde Luctia.
    Gostei muito de todas as imagens que nos presenteou ,desde o arco iris ao pôr do sol a igreja de S. Francisco de Paula com suas torres gemeas ,me encantou.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  40. Querida Lúcia

    Aratuba, já havia ouvido referências que em nada desmerecem o relato que nos deixas.
    Bela Tarra.


    Beijos



    SOL


    ResponderExcluir
  41. Oi Lúcia, sou Bezerra de Lavras da Mangabeira, neto do Desembargador Luis Bezerra. Vc já estudou a história da origem da nossa família? Abç, Luis Humberto Bezerra Pinheiro.

    ResponderExcluir